Bolsonaro volta a dizer que vai sancionar projeto de lei de ajuda a estados e municípios

Ajuda a estados e municípios

Publicado em 26/05/2020 - 14:26 Por Sayonara Moreno - Brasília

Com prazo vencendo nesta quarta-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro voltou a anunciar que vai sancionar o projeto de lei de ajuda a estados e municípios, aprovado no Congresso Nacional no início de maio.

 

Na última semana, durante reunião com governadores, o presidente chegou a dizer que sancionaria, em breve, o texto com vetos. No entanto, foi alertado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que era necessário fazer alguns ajustes relacionados à contratação de policiais federais aprovados em concursos públicos.

 

Essa questão voltou a ser mencionada, nesta terça-feira (26), por Bolsonaro, ao deixar o Palácio da Alvorada, enquanto conversava com apoiadores que aguardam, justamente, essa contratação.

 

O projeto de lei complementar em questão prevê, entre outros pontos, o auxílio a estados e municípios, no valor de R$ 60 bilhões. No encontro da semana passada, governadores pediram, inclusive, que parte dessa verba fosse paga ainda em maio, para aliviar as contas públicas, diante do alto nível de custos provocados pela pandemia do novo coronavírus.

 

Perguntado se atenderia a esse pedido de repasse até o próximo domingo, o presidente Bolsonaro se limitou a dizer que “depende” do que decidir o ministro da Economia, Paulo Guedes.

 

A expectativa com a sanção desse projeto de lei está ligada, também, aos vetos: um deles pode ser ao ponto que possibilita o reajuste de salários dos servidores. Bolsonaro adiantou que deve vetar esse ponto, se assim for orientado por Guedes. Neste caso, os servidores públicos ficam sem reajuste salarial até o fim do ano que vem, conforme foi reforçado no pedido de governadores.

Últimas notícias
Política

Governo estuda propor PEC para reduzir preços de combustíveis

Com a mudança constitucional, o governo não seria obrigado a compensar a redução dos impostos sobre combustíveis com a elevação de outros tributos, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Baixar arquivo
Educação

Enem 2022 vai ocorrer dias 13 e 20 de novembro

As provas do ENEM 2022 - o Exame Nacional do Ensino Médio - devem acontecer nos dias 13 e 20 de novembro.

Baixar arquivo
Economia

Paulo Guedes diz que PIB deve crescer em 2022

A declaração do ministro foi feita durante a participação dele no Fórum Econômico Mundial, que acontece em Genebra, na Suíça, no painel sobre as Perspectivas Econômicas Globais.

Baixar arquivo
Esportes

Desafio do técnico do Cortinthias é armar meio-campo

Sylvinho descarta Paulinho como 1º volante e vê pressão como natural. Técnico do Corinthians crê que protagonistas do time podem atuar juntos.

Baixar arquivo
Política

Olinda Bolsonaro, mãe do presidente da República, morre aos 94 anos

Após a morte da mãe, na madrugada desta sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou compromissos em viagem à Guiana – país que faz fronteira com a região Norte do Brasil – e retornou ao país.

Baixar arquivo
Geral

Covid: Na Bahia servidores são afastados por não comprovarem vacinação

O governo da Bahia publicou no Diário Oficial as portarias que orientam o afastamento temporário de 283 servidores de 13 órgãos e secretarias do estado, por não comprovarem a vacinação contra a covid-19.

Baixar arquivo