Reforma tributária não reduz desigualdades sociais, afirmam auditores

Publicado em 04/07/2023 - 15:25 Por Gabriel Brum - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Na opinião de representantes de entidades de auditores e de servidores fiscais, que participaram de um seminário na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (4), a reforma tributária não reduz as desigualdades sociais porque a proposta em discussão no Congresso Nacional simplifica a tributação do consumo, mas falha na taxação da riqueza.  

Para o presidente do Sindifisco Nacional, Isac Falcão, a proposta não resolve a concentração de riqueza gerada pelo atual sistema tributário. 

Também participou do evento Sara Perret, que é chefe da divisão de Impostos de Renda e Propriedade do Centro de Política e Administração Tributária da OCDE. A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico é um grupo de 38 países que trocam informações visando o desenvolvimento econômico. 

Segundo ela, o peso do imposto de renda de pessoa física nas receitas do Brasil é de apenas 10%, contra 23% na OCDE. 

Sara explicou ainda que a alíquota máxima do imposto de renda no Brasil, atualmente em 27,5%, é baixa e aplicada a um baixo nível de renda. Além disso, há muitos benefícios para as famílias mais ricas.  

Vamos ouvir a explicação da representante da OCDE na voz da tradutora oficial do evento. 

A representante da OCDE acrescentou que a classe média tem a carga tributária aumentada por causa da inflação e pela falta de indexação da tabela do imposto de renda. Na organização, 17 países fazem o ajuste automaticamente, diferente do Brasil.  

Edição: Samia Mendes / Pedro Lacerda

Últimas notícias
Política

Senado aprova PEC que criminaliza posse e porte de drogas

O texto inclui no artigo 5º da Constituição que será crime a posse e o porte de droga sem autorização independente da quantidade. 

Baixar arquivo
Política

Lewandowski defende veto parcial à lei que proíbe a chamada saidinha

Para o ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, o veto do presidente Lula a pontos da lei que restringe as saídas temporárias de detentos, conhecidas como saidinhas, foi em defesa da família.

Baixar arquivo
Internacional

Israel continua a dificultar assistência em Gaza, acusa ONU

ONU também pede que seja facilitada a saída de crianças feridas que precisam de tratamento. E mais: incêndio atinge prédio histórico em Copenhague. E Estados Unidos fornecem informações sobre Julian Assange à justiça do Reino Unido.

Baixar arquivo
Geral

Inmet emite alerta laranja de perigo para chuvas intensas

Aviso laranja de perigo pra chuvas intensas inclui ventos fortes, risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e  descargas elétricas.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

“Quem tem fome, tem urgência”, afirma Joenia Wapichana

Em entrevista, a presidente da Funai falou da distribuição de cestas de alimentos para povos indígenas e de kits de ferramentas, para o desenvolvimento da agricultura. Também destacou a importância da demarcação das terras indígenas e o acesso à documentação civil. 

Baixar arquivo
Geral

Mais de 20 instituições federais de ensino estão em greve

Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior recusou a proposta do governo de reajuste de 4,5% no ano que vem e também em 2026. Mas sem reajuste para 2024.

Baixar arquivo