Novo decreto do governador do DF visa para diminuir aglomerações

É o terceiro decreto publicado em 24 horas no Distrito Federal

Publicado em 28/02/2021 - 14:28 Por Maíra Heinen - Brasília

O Distrito Federal entrou em lockdown neste domingo (28), valendo até o dia 15 de março. O novo decreto do governador Ibaneis Rocha, publicado nesse sábado, é para diminuir as aglomerações, já que faltam leitos hospitalares para covid-19.

Este foi o terceiro decreto publicado em cerca de 24 horas, agora com liberação de mais atividades. Foi autorizado o funcionamento de bancos, parques, óticas, lotéricas, lavanderias e papelarias, além de escritórios profissionais, lojas de automóveis e atividades administrativas do Sistema S, como Sesc e Senai.

As indústrias também poderão funcionar, mas sem atendimento ao público. A frota de transporte coletivo também não vai sofrer alterações e deve funcionar normalmente.

Segundo o governo do Distrito Federal, as medidas serão avaliadas diariamente, e podem mudar a qualquer momento. O Ministério Público do Distrito Federal apoiou a determinação, como destaca o procurador José Eduardo Sabo.

No decreto anterior, as restrições valeriam apenas entre às 20h e às 5h, mas após verificar a situação dos leitos de UTI nos hospitais da capital, Ibaneis Rocha publicou novo decreto endurecendo as medidas.

Atualmente, o DF dispõe de 329 leitos, somando os de Unidade de Terapia Intensiva e os de Unidade de Cuidados Intermediários. Segundo o governador, 98% dos leitos de UTI estão ocupados.

Depois de reunião com o secretariado, Ibaneis Rocha anunciou a abertura de 100 leitos de UTI ainda nesta semana.

Edição: Joana Lima

Últimas notícias
Esportes

Douglas Brose: confira entrevista com o tricampeão mundial de karatê

Depois de temporada repleta de desafios, Douglas Brose fatura tricampeonato mundial. O repórter Juliano Justo conversou com o atleta sobre tudo isso e muito mais. 

Baixar arquivo
Geral

Trânsito na W3 sul é liberado aos domingos

A partir deste domingo, o trânsito para veículos está liberado na w3 sul. Durante um ano e meio a via ficou interditada para carros aos domingos.

Baixar arquivo
Geral

Ministro de Minas e Energia descarta risco de apagão no país

Bento Albuquerque disse que o país atravessa a pior crise hídrica dos últimos 90 anos, com falta de chuvas nos principais reservatórios, mas setor elétrico soube trabalhar para superar o problema.

Baixar arquivo
Saúde

Cidades de São Paulo cancelam carnaval de 2022

São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e Santo André decidiram cancelar o carnaval do ano que vem com receio do aumento de casos da variante Ômicron. 

Baixar arquivo
Economia

Fecomércio lamenta cancelamento do Réveillon no Rio de Janeiro

O presidente da Fecomércio reconheceu a importância do evento para setores fundamentais da economia, mas admitiu os riscos que a nova variante do coronavírus representariam em uma celebração desse porte.

Baixar arquivo
Saúde

Festa de Réveillon em Copacabana, no Rio de Janeiro, é cancelada

O fator predominante para cancelar o evento é o risco que representaria, diante do avanço em vários países da nova variante do coronavírus. A Ômicron já tem casos confirmados também no Brasil, por enquanto em pessoas que chegaram do exterior.

Baixar arquivo