Covid-19: mais de 70 mil paraibanos não foram tomar 2ª dose da vacina

Governador fez um apelo para que as pessoas completem a imunização

Publicado em 02/04/2021 - 19:55 Por Victor Ribeiro - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Mais de 70 mil paraibanos que tomaram a primeira dose da vacina CoronaVac até o começo do mês de março ainda não apareceram para tomar a segunda dose.

O governador da Paraíba, João Azevêdo, usou as redes sociais para fazer um apelo. Ele disse que essa dose é fundamental para garantir a imunização e deve ser tomada em um intervalo de 28 dias após a primeira.

O diretor Associação Médica Brasileira, José Fernando Macedo, destacou a importância das duas doses para a imunização.

Quando autorizou o uso das vacinas, a Anvisa analisou as pesquisas disponíveis para indicar o intervalo entre as duas doses. A agência reguladora autorizou que a vacina de Oxford/AstraZeneca tenha intervalo de até 12 semanas - 84 dias - entre a primeira e a segunda dose. Já a CoronaVac deve manter o intervalo de quatro semanas.

Então, se você já tomou a primeira dose da vacina, confira seu cartão de vacinação. Quem tomou a CoronaVac até o dia 5 de março deve procurar um posto de vacinação para tomar a segunda dose e concluir a imunização.

Se você perdeu a data, ainda pode tomar a segunda. Em caso de dúvida, ligue para a secretaria de Saúde da sua cidade.

Até esta sexta-feira, 509 mil paraibanos tinham sido vacinados, sendo que 95 mil já tomaram as duas doses. No Brasil, são 20,5 milhões de vacinados, dos quais 4,5 milhões com a imunização completa. Os números são do sistema Localiza SUS.

Edição: Raquel Mariano/ Sumaia Villela

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Manaus começa vacinar pessoas com comorbidades a partir desta segunda

A partir desta segunda-feira, dia 12, pessoas com qualquer tipo de comorbidades, que são as doenças preexistentes, vão poder buscar a vacina, contra a Covid-19, em Manaus, no Amazonas.

Baixar arquivo
Justiça

Vacina covid: TJ Rio mantém prioridade de professores e policiais

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, decidiu manter, na íntegra, o decreto estadual que beneficia os trabalhadores das forças de segurança e da educação como parte do grupo prioritário para vacinação contra a covid-19. 

Baixar arquivo
Segurança

PM do Rio prende lider de facção acusado de mais de 30 homicídios

O Comando de Operações Especiais da Polícia Militar do Rio de Janeiro prendeu, na manhã deste sábado, um homem apontado como líder de uma facção criminosa do tráfico no Estado.

Baixar arquivo
Saúde

Em Maceió prefeitura organiza ação de vacinação por 24 horas

Na capital Alagoana, Maceió, a imunização contra a covid-19 não vai ter descanso neste fim de semana. A vacinação vai ocorrer por 24 horas. A força-tarefa vai ter início às 16h deste sábado e se estende até às 16h de domingo.

Baixar arquivo
Economia

Caixa paga neste domingo auxílio emergencial para nascidos em março

A Caixa Econômica Federal começa a pagar neste domingo a primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021 aos beneficiários nascidos em março e que não fazem parte do Bolsa Família. A Caixa informou que nessa sexta-feira dois milhões de pessoas nascidas em fevereiro receberam os pagamentos.

Baixar arquivo
Economia

Cheia de rios no Amazonas provoca perdas financeiras para agricultores

A cheia dos rios no Amazonas já provocou perdas financeiras para os agricultores em 15 municípios do Estado. As produções agrícolas mais afetadas ficam nas regiões dos rios Purus, Juruá, Madeira e médio Solimões. De acordo com o Idam o prejuízo pode chegar a R$ 100 milhões

Baixar arquivo