Covid-19: governo aprova medidas para área da assistência social

Orientações têm como alvo a população vulnerável e em risco social

Publicado em 02/04/2020 - 09:53 Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil - Brasília

O governo federal aprovou recomendações gerais aos gestores e trabalhadores da assistência social para garantir a continuidade de serviços e atividades essenciais, com medidas e condições que garantam a segurança e a saúde dos usuários e dos profissionais, em meio à pandemia de covid-19. A Portaria nº 54/2020 foi publicada hoje (2) no Diário Oficial da União e se estende a todo o Sistema Único de Assistência Social (Suas) dos estados, municípios e do Distrito Federal.

O texto destaca a importância de o Estado brasileiro garantir a oferta regular de serviços e programas socioassistenciais voltados à população mais vulnerável e em risco social e promover a integração necessária entre o Suas e o Sistema Único de Saúde (SUS).

Na semana passada, o Ministério da Cidadania já havia definido medidas, no âmbito da rede de assistência social pública e privada, para enfrentamento da emergência em saúde pública decorrente do novo coronavírus.

O documento publicado hoje traz a nota técnica da Secretaria Nacional de Assistência Social, com as recomendações específicas sobre as estruturas assistenciais, e instruções sobre o uso de equipamentos de proteção. Nele, o governo federal orienta sobre a necessidade de reorganizar as ofertas de serviços, considerando o que pode ser temporariamente suspenso ou adiado, e articular com a área da saúde para uma avaliação cotidiana da evolução da pandemia e das medidas que devem ser adotadas.

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Rio de Janeiro - O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, Jorge Picciani, devolve para o governo estadual medidas que constavam no pacote de ajuste fiscal (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Geral

Velório de Picciani ocorre no salão principal da Alerj

Picciani morreu aos 66 anos, na madrugada de ontem, no hospital Vila Nova Star, em  São Paulo, onde estava internado desde o dia 8 de abril, para tratar de um câncer na bexiga