Morre segundo tripulante de navio em quarentena no Porto de Santos

Homem filipino tinha 42 anos e estava em um hospital de Santos

Publicado em 22/04/2020 - 18:13 Por Camila Boehm – Repórter da Agência Brasil - São Paulo

Um segundo tripulante do navio Costa Fascinosa, atracado no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, morreu por covid-19, no domingo (19). De nacionalidade filipina, o homem de 42 anos morreu em um hospital da cidade de Santos. A informação foi confirmada pela empresa Costa Cruzeiros, responsável pelo navio, e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Ele havia desembarcado para atendimento de emergência e estava internado em estado grave. Segundo a Anvisa, o homem fazia parte do grupo de dez tripulantes que desembarcaram do Costa Fascinosa para receber atendimento hospitalar. Até o momento, quatro tripulantes do navio ainda estão internados, sendo um em estado grave.

A empresa informou que está em contato com a família da vítima para dar o apoio necessário neste momento. No dia 16, já havia sido confirmada a morte do primeiro tripulante no navio: um médico italiano de 70 anos, que também estava em um hospital da cidade.

Navio em quarentena

O Costa Fascinosa está atualmente em Santos, onde permanecerá em quarentena até 26 de abril com tripulantes ainda a bordo, de acordo com previsão atual da Anvisa. Caso haja identificação de novos casos suspeitos, a quarentena será prorrogada. Segundo a Costa Cruzeiros, no final deste processo, o programa de desembarque será decidido de acordo com as autoridades de saúde locais envolvidas.

De acordo com a Anvisa, 452 tripulantes ainda estão a bordo da embarcação. O navio de cruzeiros chegou a Santos com 764 tripulantes no dia 17 de março e dois dias depois a embarcação foi colocada em quarentena.

Os primeiros tripulantes com necessidade de atendimento médico desembarcaram do Costa Fascinosa no dia 25 de março e o último desembarque aconteceu no dia 4 de abril, ao todo dez pessoas deixaram a embarcação. Desde então ninguém do navio precisou ser removido para atendimento de emergência. 

Em 5 de abril, 75 tripulantes brasileiros deixaram a embarcação e 227 tripulantes filipinos também deixaram a embarcação no dia 11 de abril para retorno ao seu país por voo fretado.

Edição: Denise Griesinger

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias