Niterói vai flexibilizar isolamento social quinta-feira

Anúncio foi feito nesta segunda pela prefeitura

Publicado em 18/05/2020 - 21:59 Por Agência Brasil - Rio de Janeiro

Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, começa a flexibilizar as medidas de isolamento social na próxima quinta-feira, dia 21. A informação foi dada hoje (18) nas redes sociais pelo prefeito Rodrigo Neves. 

“Estamos vencendo essa batalha, mas não vencemos a guerra. E a guerra será longa” disse. Na quinta-feira, as pessoas vão passar a ter horários especiais para circular nas praias e calçadões. Das 6h às 9h e das 16h às 20h, serão permitidos esportes físicos individuais. Idosos poderão circular das 9h às 11h. O uso de máscara segue obrigatório em toda a cidade. Quem desrespeitar  receberá multa de R$ 180. As medidas visam impedir a expansão do coronavírus.

Segundo o prefeito, bares e restaurantes seguem em sistema de delivery. Shopping-centers, galerias, praças e parques vão permanecer fechados nesta primeira etapa. “Tão cedo não teremos atividades em ambientes fechados como teatros e cinemas”, disse Rodrigo Neves.

Niterói está com medidas restritivas desde 19 de março. As aulas estão suspensas até 30 de junho e, segundo o prefeito, podem ser prorrogadas.

Os bloqueios sanitários, como tomada de temperatura nas vias limítrofes com outros municípios, vão permanecer. E serão estendidos a outros pontos da cidade.

O prefeito esclareceu, ainda, que vai estabelecer um sistema de cores para classificar as condições da cidade em relação a taxa de transmissão da doença, índice de letalidade e  retaguarda de leitos livres na cidade. 

Preto significa o descontrole total da epidemia; vermelho, muito grave; laranja, estado de atenção; amarelo, alerta; e verde, normalidade. Segundo Rodrigo Neves, na quinta-feira a cidade passará da situação vermelho para a amarela.

“Até que tenhamos a vacina vamos ter de aprender a conviver com esta situação inusitada que vai exigir de nós uma disciplina em uma mudança de hábitos”, afirmou.

 

Edição: Kleber Sampaio

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Uso de máscara para proteção contra o novo coronavírus.
Saúde

Estado do Rio prorroga suspensão das aulas presenciais até dia 20

Prefeitura do Rio de Janeiro informou que as escolas municipais da educação infantil e do ensino fundamental permanecem sem data para o retorno às aulas presenciais.

Médicos fazem treinamento no hospital de campanha para tratamento de covid-19 do Complexo Esportivo do Ibirapuera.
Internacional

OMS: covid-19 põe em risco anos de progresso em saúde nas Américas

Diretora regional da organização, Carissa Ethienne pediu aos governos que aumentem os gastos em saúde para pelo menos 6% do PIB.Para ela, média atual de 3,7% não é suficiente.

Entrega de 528 novas moradias do programa de habitação de interesse social do Governo Federal, em São Sebastião, Distrito Federal
Economia

Inflação para famílias de renda mais baixa fica em 0,50% em julho

O índice é calculado com base em preços coletados em sete capitais brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife e Salvador.

O Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (LACEN) está realizando exames para identificação do novo coronavírus (COVID-19)
Saúde

Universidade de Brasília e HUB iniciam teste de vacina contra covid-19

Os primeiros que vão participar do estudo-teste são cinco profissionais da saúde que atuam no atendimento de infectados, mas não tiveram ainda a doença, informa a UnB.

Destruição provocada por explosão em Beirute
Internacional

Líbano lida com devastação feita por explosões no porto

O grande número de feridos levou a uma superlotação dos hospitais de Beirute, informou a Cruz Vermelha. O presidente do Líbano anunciou recursos de US$ 66 milhões em fundos de emergência.

Internacional

Vendedores e consumidores enfrentam riscos em mercado de Caracas

No maior mercado de produtos agrícolas da capital venezuelana, as pessoas dão pouca atenção às regras de distanciamento, embora muitos usem máscaras