Governo de SP prorroga vacinação contra a gripe e amplia público

Imunização estará disponível a toda a população

Publicado em 30/06/2020 - 17:52 Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil - São Paulo

O governo de São Paulo anunciou hoje (30) que vai prorrogar a vacinação contra a gripe em todo o estado até o dia 24 de julho. A novidade é a liberação da vacina para toda a população, e não apenas para os grupos prioritários. A imunização estará disponível até que as doses se esgotem nos postos de saúde.

Neste ano, as doses da vacina são constituídas por três cepas do vírus Influenza: A/Brisbane/02/2018 (H1N1)pdm09; A/South Austrália/34/2019 (H3N2); e B/Washington/02/2019 (linhagem B/Victoria).

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo apela especialmente para que crianças com idade entre 6 meses e menores de 6 anos, gestantes e puérperas sejam vacinadas, pois os índices de vacinação nesses públicos ainda são inferiores a 60%.

“É muito importante que pessoas que se enquadram nestes grupos vulneráveis busquem a unidade de saúde mais próxima de sua residência. A vacina protege contra as complicações da gripe e não causa a doença”, disse Nubia Araújo, diretora de Imunização da secretaria.

Segundo o governo paulista, a vacina é segura, eficaz e ajuda a evitar doenças respiratórias causadas por gripes e resfriados, mais frequentes nessa época do ano.

A vacina não protege contra o novo coronavírus, mas o governo considera que ela é fundamental para diminuir o número de pessoas que apresentam problemas respiratórios graves, principalmente as que necessitam de internação.

“Além de proteger a população contra a Influenza, precisamos minimizar o impacto sobre os serviços de saúde em meio à pandemia de covid-19, já que os sintomas dessas doenças são semelhantes”, disse o secretário da Saúde, José Henrique Germann.

Até o momento, mais de 14,2 milhões de doses de vacina contra o vírus Influenza já foram aplicadas em todo o estado de São Paulo, nos grupos considerados prioritários, como idosos, crianças, gestantes e profissionais da saúde. A meta de chegar a 90% da população-alvo foi atingida entre alguns públicos, alcançando 5,8 milhões de idosos (100%); 1,5 milhão de profissionais da saúde (100%) e 6,7 mil indígenas (100%). 

Mais cedo, a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo já havia anunciado a prorrogação da vacina contra a gripe na capital paulista.

Edição: Lílian Beraldo

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
O Dia do Índio, celebrado no Brasil em 19 de abril
Direitos Humanos

Violência contra povos indígenas aumentou de 2018 para 2019, diz Cimi

Segundo relatório do Conselho Indigenista Missionário, houve aumento de ocorrências em 16 das 19 categorias de agressões, que incluem racismo, expropriação de terras e omissão do poder público.