Território precário controla covid-19 melhor que a média de São Paulo

Um dos diferenciais é a organização comunitária

Publicado em 25/06/2020 - 22:42 Por Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil - São Paulo 

Levantamento do Instituto Pólis mostra que, em territórios precários na cidade de São Paulo com organização comunitária estruturada, o controle da covid-19 está sendo mais efetivo em comparação com a média municipal. Esse é o caso de Paraisópolis, uma das maiores favelas brasileiras, que conta com mais de 70 mil habitantes.

Segundo o instituto, em 18 de maio de 2020, a taxa de mortalidade na favela por covid-19 era de 21,7 pessoas por 100 mil habitantes. O índice está abaixo da média municipal (56,2) e de bairros como o Pari (127), o Brás (105,9), Brasilândia (78), e Sapopemba (72).

O percentual de idosos, considerados um dos grupos de risco da doença, é menor em Paraisópolis se comparado com o do município. 

“A associação de moradores de Paraisópolis desenvolveu estratégias para suprir a falta de políticas públicas para a comunidade. Primeiramente, foi criado o sistema de presidentes de rua, em que voluntários ficam responsáveis por monitorar famílias para possíveis sintomas do covid-19. Foram cerca de 420 presidentes – cuidando de cerca de 50 casas cada”, informou o instituto no estudo.

Além do monitoramento, os presidentes foram responsáveis por desenvolver atividades de conscientização da população sobre o vírus e contra as fakenews sobre a doença. Eles também arrecadaram e distribuíram cestas básicas e foram capacitados para dar encaminhamento correto aos que apresentaram sintomas.

“O cenário em Paraisópolis deixa claro que iniciativas de atenção básica à saúde e ações voltadas para garantir a segurança alimentar e outras despesas essenciais, com ampla testagem e busca ativa de novos casos e controle dos familiares são eficazes no combate à pandemia em centros urbanos. Assim, teríamos em Paraisópolis um bom exemplo para uma política pública de contenção do vírus que poderia ser replicada, como uma política de estado, em outros territórios vulneráveis”, diz o instituto.

Edição: Fábio Massalli

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Fiocruz inaugura Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 no Rio
Saúde

Anvisa autoriza mudanças em teste da vacina de Oxford

Alteração permite a aplicação de uma dose de reforço, totalizando duas doses em vez de uma, como originalmente proposto. Medida é devida a estudos que mostram mais eficácia.

Higienização da bola antes do retorno do da Copa do Nordeste, após paralisação por conta da covid-19
Esportes

CBF anuncia novo protocolo de testes para coronavírus

Mudança acontece após primeira rodada do Brasileiro, na qual a partida entre São Paulo e Goiás foi adiada um pouco antes do início por conta de casos de coronavírus no elenco do Esmeraldino.

Fiocruz inaugura Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 no Rio
Saúde

Rio registra 28 mortes e 1.166 novos casos de covid-19 em um dia

Estado acumula mais de 180 mil casos da doença e mais de 14.108 mil mortes. São 28.909 pessoas pessoas internadas por covid-19, sendo que 11.494 em UTI.

coronavirus, Sao Paulo
Saúde

Estudo mostra que 18% dos adultos da cidade de SP já foram infectados

Uma pesquisa mostrou que o número de pessoas infectadas na cidade de São Paulo pode ter chegado a 18% da população adulta - próximo ao número necessário para a imunidade de rebanho.

Geral

Gás de pimenta causa intoxicação de três pessoas em SP

Gás foi introduzido no apartamento, por debaixo da porta, por um morador vizinho, descontente com reforma que estava sendo realizada. Vítimas foram levadas ao hospital.

Hospital Central Sorocabana é parcialmente raberto.
Geral

Prefeitura de São Paulo reabre parcialmente Hospital Sorocabana

Depois de 10 anos fechado, reabertura não atende demanda do Comitê de Defesa do Hospital, já que cinco andares continuam fechados. Prefeitura prevê entrega de mais 22 leitos.