São Raimundo e Sergipe vencem e saem na frente nas finais de AM e SE

Tufão e Gipão levam vantagem para os jogos de volta, no próximo sábado

Publicado em 15/05/2021 - 20:33 Por Lincoln Chaves - Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional - São Paulo

Três campeonatos estaduais de 2021 começaram a ser definidos neste sábado (15) à tarde. Nas decisões do Amazonense e do Sergipano, São Raimundo e Sergipe saíram na frente, respectivamente, de Manaus e Lagarto. Na partida de ida da final do Alagoano, o clássico entre CSA e CRB terminou empatado sem gols.

Amazonense

O São Raimundo derrotou o Manaus por 2 a 1 na Arena da Amazônia. De volta a uma final após 15 anos, o Tufão busca o oitavo título do Estadual e tem a vantagem do empate no jogo de volta, no próximo sábado (22), às 16h05 (horário de Brasília), novamente na Arena. O Gavião do Norte, que está na decisão pelo quinto ano seguido, precisa vencer por ao menos um gol para erguer a taça pela quarta vez.

A partida começou movimentada, com duas bolas na trave (uma para cada lado) e a expulsão do zagueiro Thiago Spice, do Manaus. Tudo isso antes dos dez minutos. O São Raimundo aproveitou a superioridade numérica e saiu na frente aos 18 minutos, em um golaço por cobertura do atacante Negueba. O Gavião porém, reorganizou-se após a parada técnica e empatou aos 33 minutos, com Vanilson. O atacante ficou com a sobra de uma bola rebatida pela defesa e completou livre, na segunda trave, para as redes.

Na etapa final, o Tufão voltou à frente logo aos dois minutos, outra vez com Negueba. Artilheiro do Estadual, o atacante chegou ao sexto gol ao invadir a área pela direita, escapar da marcação e concluir na saída do goleiro Gleibson. O Manaus, mesmo com um a menos, pressionou atrás do empate, sem sucesso.

Sergipano

No estádio Lourival Baptista, o Batistão, em Aracaju, o Sergipe venceu o Lagarto por 3 a 1. O triunfo dá ao Gipão a vantagem de ser campeão pela 36ª vez mesmo se perder por um gol de diferença na partida de volta, marcada para sábado que vem, às 16h, no estádio Paulo Barreto de Menezes, o Barretão, em Lagarto (SE). Para levantar a taça inédita, o Verdão tem de ganhar por ao menos dois gols de saldo.

Logo aos 12 minutos, o goleiro André Luiz, do Lagarto, foi expulso com auxílio do árbitro de vídeo (VAR) após uma disputa com o meia Doda, que culminou na marcação de um pênalti. Após longa paralisação, o volante Ewerton Ageu cobrou e colocou o Sergipe à frente. Com um a mais, o Gipão ampliou aos 32 minutos, em chute do lateral Da Silva, da entrada da área.

O Lagarto esboçou reação na etapa final. O lateral Guilherme Lucena assustou em cobrança de falta e acertou o travessão aos 12 minutos. Aos 23, porém, o atacante Paulinho aproveitou a sobra de uma bola rebatida pela defesa e marcou o terceiro do Sergipe. O atacante Felipe Alves, artilheiro do Estadual, descontou aos 35 minutos, desviando um chute cruzado do volante Daniel pela direita. Foi o sétimo gol do camisa 9 na competição, que manteve o time do interior vivo para o jogo de volta.

Alagoano

Na final alagoana, CSA e CRB não saíram do zero no estádio Rei Pelé, em Maceió. Atual campeão, o Galo de Campina criou as melhores chances, sem eficácia na finalização. Nas vezes em que a bola foi em direção à meta, o goleiro Thiago Rodrigues se saiu bem. Em caso de novo empate no segundo jogo, sábado que vem, novamente no Rei Pelé, às 17h, o título será definido nos pênaltis. Os alvirrubros buscam a 32ª taça, enquanto o Azulão quer erguer o troféu estadual pela 40ª vez.

Edição: Marcio Parente

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias