Campanha em São Paulo ensina como cuidar da voz

Publicado em 16/04/2015 - 15:58 Por Flávia Albuquerque - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

Uma boca gigante inflável, que mostra como é produzida a voz e as principais doenças do sistema vocal, está montada no Parque do Povo, no bairro de Pinheiros, na capital paulista. A produção faz parte das comemorações do Dia Mundial da Voz, celebrado hoje (16). A estrutura fica no parque até sábado (18) para conscientizar as pessoas sobre os cuidados necessários com o sistema vocal.

"Afine sua Saúde. Cuide de sua voz!" é o tema da 17ª Campanha Nacional da Voz, segundo os organizadores, a Academia Brasileira de Laringologia e Voz (ABLV) e a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF). O evento conta ainda com o apoio da organização não governamental Doutores da Alegria e dos palhaços Fuska e Gaiato, da contadora de histórias Jane Berenstein e dos beatboxers Borracha e Mautari.

O coordenador nacional da Campanha da Voz, o otorrinolaringologista Gustavo Korn, explicou que o principal problema nesta área é a rouquidão, porém, qualquer coisa que dificulte a produção da voz de forma harmoniosa e sem esforço deve ser levado em consideração. “Há pessoas que têm dificuldades para falar, outras se cansam quando falam muito, e há até aquelas que não conseguem emitir algum som. Toda situação como essa merece uma avaliação do médico para ver qual o problema e o melhor tratamento.”

No caso de rouquidão que dure 14 dias ou mais, é fundamental procurar o otorrinolaringologista porque um dos diagnósticos possíveis nessa situação é o câncer de laringe, que, se for descoberto precocemente, tem mais chances de cura. “Os principais fatores causadores do câncer de laringe são o tabagismo e a ingestão de bebida alcoólica, além de quadro de refluxo e a presença do HPV.”

Para prevenir problemas no sistema vocal, a orientação é evitar gritar e falar em demasia, além de fazer repousos vocais. “O ideal é fazer pausas entre as falas, evitar o pigarro que machuca as pregas vocais, não cochichar porque isso, força a voz, beber bastante água para hidratar a região e não ingerir alguns alimentos que podem provocar o refluxo, como frituras, gordura, doces, chocolates e cítricos”, disse Korn.

O médico destacou que os profissionais da voz, que trabalham falando a maior parte do tempo, precisam ter atenção especial com a prevenção e os cuidados. “O ideal é que façam sempre uma avaliação e não esperem ter um problema na voz para procurar um médico. Precisamos lembrar que essas pessoas são atletas da voz.”

Reconhecida internacionalmente desde 2003, a Campanha da Voz é a ação social de maior tradição da otorrinolaringologia no Brasil, promovendo projetos integrados em países como Estados Unidos, Espanha, Portugal, Bélgica, Suíça, Itália, Argentina, Chile, Venezuela, e Panamá. 

Edição: Maria Claudia

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias