Secretário diz que investigação da chacina de SP é prioridade, mas sem pressa

Publicado em 23/09/2015 - 17:00 Por Bruno Bocchini e Fernanda Cruz - Repórteres da Agência Brasil - Brasília

O secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Alexandre de Moraes, disse hoje (23) que a investigação da chacina em Osasco e Barueri, que deixou 19 mortos em agosto, está sendo feita com absoluta prioridade pela polícia, mas sem pressa.

Alexandre de Moraes, secretário de Segurança Pública do estado de São Paulo

Para Alexandre de Moraes, o assunto é importante e envolveu diversas vidasArquivo/Elza Fiúza/Agência Brasil

Segundo ele, a secretaria não quer agir “simplesmente para dizer que temos um resultado”, mas apresentará “em breve” uma conclusão da investigação.

“A investigação de Osasco e Barueri é absoluta prioridade do governo do estado de São Paulo”, afirmou. “Agora, não confundam pressa com prioridade. Não temos pressa. Temos prioridade, porque é um assunto importante e que envolveu diversas vidas. Nós vamos resolver isso.”

As chacinas em Osasco e em Barueri, ocorridas no dia 13 de agosto, deixaram 19 mortos e seis pessoas feridas. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), pelo menos dez criminosos participaram da chacina. Até o momento, apenas uma pessoa - um policial militar - foi presa.

“Estamos fazendo uma investigação técnica, baseada em uma metodologia importantíssima, que vai levar importantes resultados ao Ministério Público e ao Poder Judiciário. Não queremos agir com pressa simplesmente para dizer que temos um resultado. É prioridade, não pressa.”

Hoje, a secretaria adiantou alguns dados de agosto sobre a criminalidade no estado. Normalmente, os números são divulgados no dia 25 de cada mês. No entanto, a letalidade policial não foi incluída no resultado. O secretário informou que os dados restantes serão apresentados na data habitual.

Segundo a SSP, em agosto foram 67 registros de homicídios na capital paulista, redução de 20,24 % em relação aos 84 do mesmo período de 2014. O índice de homicídios caiu para 9,22 ocorrências por 100 mil habitantes. É a menor taxa desde 2001, quando teve início a série histórica do levantamento.

Os latrocínios tiveram queda de 23,08%, passando de 13, em agosto do ano passado, para 10 casos neste ano. Os estupros caíram 13,3% em agosto, com 176 ocorrências, ante 203 casos, no mesmo mê de 2014. O índice atual é o menor desde 2009.

 

Edição: Armando Cardoso

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Mega-Sena, loterias, lotéricas
Geral

Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 12,5 milhões

A quina teve 16 acertadores e cada um vai receber R$ 81.484,20. Os 1.545 ganhadores da quadra receberão o prêmio individual de R$ 1.205,49.

 Esculturas de musas na fachada do prédio da sede do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, zona norte da cidade
Geral

Alerj autoriza repasse de verbas para obras no Museu Nacional

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro autorizou o repasse de verbas complementares para a reconstrução do Museu Nacional, destruído por um incêndio em 2018.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fala à imprensa no Palácio do Planalto, sobre os 500 dias de governo
Economia

Guedes diz que não apoia eventual tentativa de furar teto de gastos

O ministro Paulo Guedes reafirmou que não há apoio para uma eventual tentativa de furar o teto de gastos do governo para garantir investimentos públicos no país.

Covid-19: Fiocruz amplia capacidade nacional de testagem
Saúde

Covid-19: Brasil registra mais 1.274 mortes e 52.160 casos

País tem 3.109.630 casos de covid-19 acumulados desde o início da pandemia. Desse total, 3,3% dos pacientes morreram, 72,1% se recuperaram e 24,6% estão em tratamento.

Geral

Operação Verde Brasil 2 completa três meses de atuação na Amazônia

Operação tem objetivo de combater crimes ambientais e tem a participação de integrantes da Forças Armadas, em conjunto com agentes de órgãos ambientais.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fala à imprensa no Palácio do Planalto, sobre os 500 dias de governo
Economia

Guedes confirma que dois secretários da pasta pediram demissão

O secretário especial de Desestatização, Salim Matar, e o secretário de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel, pediram demissão ao ministro.