Suspeitas da PF são infundadas, diz advogado de André Gerdau

Publicado em 25/02/2016 - 18:03 Por Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil - Brasília

Advogado do presidente do Grupo Gerdau, André Gerdau, o criminalista Arnaldo Malheiros disse hoje (25) que são infundadas as suspeitas da Polícia Federal (PF) sobre envolvimento da empresa em irregularidades no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

O advogado reconheceu que o grupo recebeu autuações do fisco no valor de R$ 1,5 bilhão, e que está tentando demonstrar que nada deve ao fisco. O Grupo Gerdau é alvo da sexta fase da Operação Zelotes, que investiga fraudes em julgamentos no Carf, ligado ao Ministério da Fazenda.

“Ela [a empresa] está, pela via legal, tentando combater, e mostrar que não deve. Mas com base na argumentação. Não é sonegação. É uma empresa de mais de 100 anos que não chegou até aqui fazendo corrupção”, disse o advogado, após o presidente da empresa prestar depoimento a PF de São Paulo.

A siderúrgica investigada tem operações industriais em 14 países e celebrou contratos com escritórios de advocacia e de consultoria, os quais, por meio de seus sócios, “agiram de maneira ilícita, manipulando o andamento, a distribuição e decisões do Carf, visando a obter provimento de seus recursos e cancelamento da cobrança de tributos em seus processos”, segundo a acusação da PF.

“Ele não contratou ninguém para corromper ninguém. Ele contratou consultoria para auxiliar na exposição dos argumentos dos fatos. É uma causa de valor muito grande, expressivo, mesmo para uma empresa do porte da Gerdau. Então a linha da empresa foi se cercar da melhor assessoria possível”, disse.

Arnaldo Malheiros estranhou o fato de, no único caso julgado pelo até o momento pelo Carf, a decisão ter sido contrária ao interesse da Gerdau. “Ele [André Gerdau] negou qualquer participação em atos de corrupção. Se houve alguma coisa por parte de advogados, ele acha estranho uma vez que o único caso julgado em definitivo foi contra a Gerdau. Só se fosse uma corrupção contra a própria empresa, o que é um absurdo”, argumentou.

O presidente do grupo prestou depoimento da Superintendência da PF no bairro da Lapa, na capital paulista, por cerca de 45 minutos. Segundo o advogado, André Gerdau continua à disposição para novos esclarecimentos, se necessários. Malheiros disse que parte das perguntas feitas ao empresário não foram respondidas uma vez que André Gerdau não tinha conhecimento sobre os assuntos abordados pelos delegados.

“Houve uma série de perguntas, de fatos de que ele não tinha conhecimento, pessoas que ele não conhecia, o porquê foram mudados critérios de distribuição [dos processos] dentro do Carf. Ele não sabe nem o que é o Carf, nem onde fica”, disse.

Edição: Beto Coura

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
O ministro das Comunicações, Fábio Faria, participa do programa Voz do Brasil.
Política

Governo regulamenta serviços de retransmissão de rádio

“Iniciativa do governo federal e do Ministério das Comunicações para levar emprego aos estados do Mato Grosso, TO, AM, PA, AP, AC, RO e MA”, diz ministro.

Aplicativo Caixa Tem
Economia

Caixa libera saque de auxílio emergencial para 4 milhões de pessoas

O crédito na poupança social para os beneficiários nascidos em maio foi feito no dia 5 deste mês.

vacina, Moderna, imagem ilustrativa
Internacional

Argentina e México vão produzir vacina da Oxford

Entrega é prevista a partir da primeira metade de 2021, em função dos resultados dos estudos da Fase 3 de testes e das aprovações regulatórias. Brasil também firmou acordo com a AstraZeneca.

Polícia Civil do Rio de Janeiro.
Direitos Humanos

Rio: operação prende suspeitos de violência contra a mulher

De acordo com a delegada Sandra Ornellas, somente em 2019 as delegacias de atendimento à mulher no Rio indiciaram 16.703 suspeitos de violência doméstica e familiar.

O jogador Guerrero, do Internacional
Esportes

Três jogos fecham segunda rodada da Série A do Brasileirão

São Paulo, Fortaleza, Internacional, Santos, Vasco e Sport entram em campo na noite desta quinta-feira pelo nacional de futebol.

Rio de Janeiro - Dedo do Cristo Redentor danificado por raio começa a ser restaurado a partir de hoje (21). O dedo médio da mão direita do Cristo Redentor foi atingido por raio na noite do dia 16. (Foto Thomaz Silva/Agência Brasi)
Saúde

Cristo Redentor passa por desinfecção antes da reabertura no sábado

Até agora, já foram feitas mais de 400 desinfecções em locais públicos como rodoviárias, aeroportos, estações de trens, metrôs e barcas, hospitais e unidades de saúde e asilos.