TJ do Rio vai ao Supremo para garantir pagamento de servidores do Judiciário

Presidente do tribunal, desembargador Milton Fernandes, disse que

Publicado em 27/03/2017 - 20:02 Por Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O presidente do Tribunal de Justiça (TJ) do Rio de Janeiro, desembargador Milton Fernandes, foi hoje (27) ao Supremo Tribunal Federal (STF)  para garantir o cumprimento do repasse estadual para pagamento dos servidores e magistrados do TJ.

O desembargador enviou nota aos funcionários do TJ alegando que houve desrespeito do governo do Rio ao acordo firmado junto ao STF, que determinava o repasse nos valores referentes à folha líquida do Judiciário até o dia 20 de cada mês.

Na nota, o presidente do TJ informou que apenas R$ 38 milhões haviam sido repassados ao Judiciário para o pagamento da folha, valor inferior à totalidade dos salários do Judiciário fluminense. Segundo Fernandes, o governo do estado comprometeu-se a repassar o restante até dia 10 de abril.

“Esta presidência, não concordando com a posição do Poder Executivo, já está adotando as providências administrativas e judiciais cabíveis para que seja respeitada a autonomia do Poder Judiciário”, disse o desembargador. Entre as medidas podem estar, inclusive, o pedido de bloqueio de verbas da União ao estado para pagar o Judiciário.

A Secretaria de Fazenda foi procurada para se pronunciar, mas, até a publicação desta reportagem, não havia se manifestado.

Edição: Fábio Massalli

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Voltar ao topo da página