Diretor da PF vai aos EUA discutir cooperação e conhecer combate às fake news

Publicado em 30/01/2018 - 19:14 Por Fernando Diniz - Repórter da Agência Brasil - Brasília

O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, viaja nesta terça-feira (30) aos Estados Unidos, onde discutirá medidas colaborativas contra crimes transnacionais, como o tráfico de drogas, o tráfico de armas e a pornografia infantil. O dirigente também vai trocar informações sobre iniciativas para conter a disseminação de notícias falsas, as chamadas fake news.

Segovia espera aprofundar a troca de informações sobre as notícias falsas durante o processo eleitoral deste ano, para estabelecer uma metodologia de combate mais efetiva. Para isso, serão compartilhadas experiências da última eleição presidencial norte-americana.

Em Washington, Segovia se reunirá com representantes do FBI (a Polícia Federal norte-americana), do Serviço de Segurança Diplomática do Departamento de Estado e do Departamento de Segurança Interna e Proteção Aduaneira e Fronteiras e Imigração e Alfândega do governo dos Estados Unidos.
 
A viagem do diretor da PF busca fortalecer o compartilhamento de tecnologias, programas de treinamento, capacitação de policiais e a abertura de novas adidâncias (representação no exterior) temáticas policiais nos EUA. Em nota divulgada nesta terça-feira (30), a Embaixada dos Estados Unidos ressaltou a importância do trabalho rotineiro de colaboração das autoridades federais e estaduais com nove agências norte-americanas.  
 
“A visita do diretor-geral Segovia a Washington demonstra a força do nosso relacionamento na medida em que trabalhamos juntos para combater a ameaça de crime transnacional que afeta a todos”, afirma o comunicado. 
 
Também em nota, a PF afirmou que a atuação integrada com as agências norte-americanas pode ser ainda maior.
 
“Nossa intenção é aprofundar a troca de informações com as agências norte-americanas, verificando onde a relação entre a PF e as autoridades das forças de segurança norte-americanas pode ser expandida e aperfeiçoada. Uma estratégia eficaz e ágil de combate a organizações criminosas transnacionais exige a implementação de novas estratégias e canais diretos de cooperação internacional entre as polícias de todo o mundo”, afirma Segovia, segundo o texto divulgado pela PF.
 
Segundo dados divulgados pela PF, as parcerias com as agências norte-americanas têm apresentado resultados expressivos.
 
A colaboração com a Agência Antidrogas Americana (DEA) levou ao recorde na apreensão de drogas no Brasil em 2017. Foram apreendidas 353 toneladas de maconha e mais de 47 toneladas de cocaína, além de um expressivo aumento de 26% na apreensão de cocaína em aeroportos em relação a 2016.
 
No combate à pornografia infantil, a cooperação resultou em 245 operações em 2017, com um total de 110 presos.

Edição: Davi Oliveira

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
 senador Marcos Rogério (DEM-RO)
Política

Senado  ratifica o Protocolo de Nagoia no Brasil

Documento aprovado no Senado regulamenta o acesso e a repartição de benefícios dos recursos genéticos da biodiversidade. O texto segue para promulgação.

Live da Semana - Presidente Jair Bolsonaro - 06/08/2020
Política

Pazuello diz que estados estão mais preparados para enfrentar pandemia

Ministro interino da Saúde participou de live ao lado do presidente. Mudança de protocolo do ministério foi um dos fatores que deixou estados mais preparados.

A cúpula  maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
Política

Senado aprova redução de prazos para revalidação de diplomas

O PL prevê a revalidação em prazo entre 30 e 60 dias no caso de instituições estrangeiras reconhecidas pelo Ministério da Educação e contam com um processo simplificado. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

Justiça suspende retorno das aulas presenciais na rede privada do DF

A retomada foi autorizada na terça-feira pela primeira instância após outra decisão que a proibiu. Algumas escolas chegaram a retomar as atividades nesta quinta-feira.

Saúde

Ministério da Saúde monitora síndrome em crianças associada à covid-19

Síndrome inflamatória multissistêmica ocorre em crianças de 7 meses a 16 anos. Até agora, foram notificados 71 casos no Brasil e registradas três mortes.

Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Divulgação/Parnaso)
Geral

Bombeiros combatem fogo na Serra dos Órgãos pelo terceiro dia seguido

Criado em 1939, o Parnaso é o terceiro parque mais antigo do país e costuma ser procurado para prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada e rapel.