MPL realiza segundo ato contra aumento da tarifa em SP

A tarifa de ônibus, metrô e trens aumentou de R$ 4,30 para R$ 4,40

Publicado em 09/01/2020 - 21:23 Por Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

O Movimento Passe Livre (MPL) realizou hoje (9) a segunda manifestação contra o aumento da tarifa do transporte coletivo público de São Paulo. O ato teve início na Sé, no início da noite, e se encerrou na Praça da República. No final da manifestação, pelo menos duas pessoas foram detidas pela Polícia Militar (PM).

Com a chegada da passeata na Praça da República, a estação de metrô República teve as portas fechadas pela companhia, com apoio da polícia. Os manifestantes afirmaram, em um jogral, que permaneceriam na Avenida Ipiranga, ao lado da praça, até que a estação fosse reaberta. Em seguida, a PM dispersou as pessoas que participavam do ato com bombas de gás lacrimogênio.

Parte dos manifestantes se deslocaram para o Metrô Anhangabaú. No entanto, a estação também foi fechada, gerando, do lado de fora, aglomeração de pessoas que pretendiam usar o meio de transporte. A saída dos usuários do metrô era permitida. A estação permanecia fechada até as 20h30.

O valor da tarifa básica de ônibus, metrô e trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) aumentou, desde o último dia 1º, de R$ 4,30 para R$ 4,40. Prefeitura e governo do estado alegam que a elevação está abaixo da inflação.

Edição: Liliane Farias

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias