Incêndio no Museu Nacional não foi criminoso, aponta Polícia Federal

Fogo teve início em um aparelho de ar condicionado

Publicado em 06/07/2020 - 11:22 Por Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

A Polícia Federal (PF) encerrou, hoje (6), a investigação para apurar as causas do incêndio no Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no dia 2 de setembro de 2018. O inquérito concluiu que o incêndio se iniciou em um aparelho de ar condicionado no Auditório Roquette Pinto, no primeiro andar, bem próximo à entrada principal do museu.

A PF descartou a hipótese de que o incêndio tenha sido criminoso, ou seja, provocado de forma proposital. O inquérito também concluiu que não houve omissão dos gestores.

A investigação revelou que o Corpo de Bombeiros iniciou uma fiscalização no prédio do museu, mas a vistoria não foi concluída. O oficial responsável pela irregularidade já foi punido administrativamente pela corporação, de acordo com a PF. 

Antes do incêndio, houve ainda uma tentativa da UFRJ e da diretoria do Museu Nacional de revitalizar o prédio. Eles chegaram a iniciar tratativas com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para adequar o antigo edifício, que já foi residência do imperador Dom Pedro II, para adequação ao Código de Segurança contra Incêndio e Pânico.

O contrato foi assinado em junho de 2018, mas o valor não chegou a ser desembolsado antes do incêndio, que ocorreria três meses depois. Por isso, o inquérito concluiu que os gestores da instituição não foram omissos.

Ouça na Rádio Nacional:

Assista na TV Brasil:

Edição: Fernando Fraga

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Operação Verde Brasil 2 completa três meses de atuação na Amazônia

Operação tem objetivo de combater crimes ambientais e tem a participação de integrantes da Forças Armadas, em conjunto com agentes de órgãos ambientais.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fala à imprensa no Palácio do Planalto, sobre os 500 dias de governo
Economia

Guedes confirma que dois secretários da pasta pediram demissão

O secretário especial de Desestatização, Salim Matar, e o secretário de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel, pediram demissão ao ministro.

Sala de aula
Justiça

Justiça do Rio confirma proibição de escolas reabrirem

A decisão do TJ do Rio suspendeu o decreto do prefeito Marcelo Crivella que autorizava a reabertura das escolas privadas para o 4º, 5º, 8º e 9º anos.

Soccer Football - Brasileiro Championship - Palmeiras v Corinthians - Pacaembu Stadium, Sao Paulo, Brazil - November 9, 2019   Palmeiras' Deyverson in action with Corinthians' Gil   REUTERS/Rahel Patrasso
Esportes

Corinthians informa que Gil e Léo Natel testaram positivo para covid

Timão estreia no Campeonato Brasileiro nesta quarta, no Mineirão. Equipe divulgou nota oficial informando que não faria os testes para covid-19 no hospital Albert Einstein.

Hospital de campanha para vítima de Covid-19 em Santo André, São Paulo
Saúde

Covid-19: campanha é lançada para valorizar profissionais de saúde

Proposta da campanha lançada pela Cruz Vermelha é combater o estigma e fomentar o respeito e o apoio aos que estão na linha de frente no combate à pandemia.

Lanchonetes, bares e restaurantes do Rio de Janeiro reabrem  com restrição de horário, lotação e distância entre mesas.
Saúde

Rio de Janeiro registra 104 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

Depois de dois dias em queda acentuada, o número de mortos por covid-19 no estado do Rio de Janeiro voltou a crescer. Prefeito de Duas Barras morreu nesta madrugada.