PF faz ação contra fraudes em contratos do Ministério da Saúde no Rio

Contratação é de aproximadamente R$ 20 milhões

Publicado em 27/10/2021 - 11:38 Por Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

A Polícia Federal cumpre hoje (27) quatro mandados de busca e apreensão contra suspeitos de envolvimento com irregularidades em contratos no Ministério da Saúde. A PF investiga um processo de contratação emergencial para serviços de engenharia no prédio-sede da Superintendência Estadual do ministério no Rio de Janeiro.

Segundo a PF, a contratação, realizada sem licitação, é de aproximadamente R$ 20 milhões e há fortes indícios de que a empresa, sediada em Magé, no Grande Rio, não possuía capacidade econômica ou operacional para a execução do contrato celebrado.

Além disso, de acordo com a PF, a outra empresa concorrente interessada em participar do processo apresentou proposta de R$ 22 milhões, também estava sediada em Magé e tampouco possuía “suficiente capacidade operacional e econômica para execução do contrato pretendido”, diz a nota da PF.

A investigação teve como base um parecer emitido pela Advocacia-Geral da União (AGU), que apontou que a contratação extrapolou o atendimento à situação emergencial, que a planilha orçamentária não observou os requisitos legais e que houve um sobrepreço na comparação com tabelas referenciais de serviços equivalentes.

Por meio de nota, a Superintendência Estadual do Ministério da Saúde no Rio informou que os fatos estão sendo apurados pela Corregedoria-Geral da pasta. "Caso as irregularidades sejam comprovadas, elas serão encaminhadas aos órgãos competentes e adotadas as devidas sanções".

Matéria atualizada às 15h53 para acréscimo de informações.

Edição: Valéria Aguiar

Últimas notícias