Jornada fortalece mulheres empreendedoras na Comunidade da Maré

Participam do projeto 50 mulheres de 20 a 54 anos

Publicado em 26/01/2023 - 15:23 Por Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O Observatório das Favelas começou o ano de 2023 com uma nova empreitada: a jornada do Deu Match - Empreendedoras da Maré e Marketing (MKT) Digital. O mais novo projeto da instituição visa incentivar e fortalecer a atuação das mulheres empreendedoras do território da Maré.

“O objetivo é dar mais ferramentas para as mulheres que já são empreendedoras na região da Maré, para que elas possam melhorar os seus empreendimentos, pensar em coisas novas, conseguir trabalhar menos e ter mais lucro, porque elas trabalham demais e ganham pouco”, disse hoje (26) à Agência Brasil a coordenadora do projeto, Rosilene Miliotti.

Rosilene acrescentou que outra meta da jornada é fazer com que as mulheres comecem a se ver como renda principal. “Porque muitas delas são a renda principal de suas casas mas ainda são colocadas, principalmente, no lugar de complemento de renda”. Esse não foi o objetivo no início, mas quando o projeto começou a ouvir as histórias das participantes, percebeu que essas mulheres constituem a renda principal de seus lares. “Então, a gente começa com a ideia de que elas melhorem os seus negócios, mas vai mais além. Empoderar elas para que se fortaleçam enquanto grupo e não se vejam como concorrentes”, informou Rosilene.

Cinquenta mulheres empreendedoras na faixa de 20 a 54 anos participam da jornada. Muitas estão nos ramos da beleza, saúde e alimentação. “Elas estão se vendo como uma rede, uma pode apoiar a outra. Esse é outro objetivo do projeto, que ganha uma dimensão bem maior“, explicou.

Documentação

Durante toda a formação, que se estenderá até o dia 27 de fevereiro, o projeto contará com apoio do Camisa Preta Filmes para a produção do audiovisual que documentará todo o processo. Rosilene Miliotti esclareceu, entretanto, que o Camisa Preta Filmes não se limitará a fazer registro de projeto. “A gente quer que o Camisa vá para a rua também e mostre o diferencial dos empreendimentos da Maré”.

A coordenadora destacou que nos últimos cinco anos, principalmente, os comércios têm investido na estética. “Você começa a perceber que tem bares com filas na porta. É uma coisa impensável para quem é de fora, que não convive com uma favela”. Salientou, inclusive, que o forte na área de alimentação, na Maré, são os restaurantes de temática nordestina. “Tem uma vida diferente na Maré que as pessoas (de fora) não conhecem. É isso que o Camisa Preta também vai mostrar. Vai aos comércios das mulheres da jornada, mostrar esses empreendimentos diferentes, que tem demanda e mercado aqui dentro”.

A formação Deu Match - Empreendedoras da Maré e MKT Digital é uma realização do Observatório de Favelas em parceria com o Boca Rosa Company. As 50 empreendedoras aprenderão estratégias de potencialização de seus produtos e serviços em encontros com temáticas diferentes, que serão dados pelo Boca Rosa Company. Entre os temas a serem abordados estão gestão comercial, gestão financeira, gestão de marketing, gestão de projetos, lançamento de produto. Tudo passa pela coordenação pedagógica do Observatório das Favelas.

Rosilene comentou ainda que, ao lidar com o empoderamento das mulheres, a jornada sabe que a violência cresce. “Nosso objetivo também é dar suporte nesse sentido e tentar entender e ajudar a mapear isso, tentando perceber algumas coisas que podem ir surgindo, as demandas e tentar aliar o que o Boca Rosa pode fazer com o que as alunas da Maré estão precisando, para que todo mundo fique feliz, no final das contas, e tenha autonomia para colocar em prática os aprendizados, mostrar que todo mundo está aprendendo”.

Edição: Valéria Aguiar

Últimas notícias