PF faz operação no Paraná e em Minas contra fabricante de armas

Ação é desdobramento da apreensão de 47 fuzis, na terça-feira (10)

Publicado em 11/10/2023 - 18:10 Por Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

A Polícia Federal (PF) no Rio de Janeiro deflagrou nesta quarta-feira (11) uma operação para cumprir dez mandados de busca e apreensão nos estados do Paraná e de Minas Gerais, contra um dos maiores fabricantes de armas do país. A nota da PF não menciona o nome do fabricante, mas destaca que a ação é um desdobramento do flagrante realizado na terça-feira (10), por agentes da Delegacia de Repressão a Drogas e do Grupo de Investigações Sensíveis da PF. A ação resultou em três prisões e na apreensão de 47 fuzis, além de centenas de munições.

Na madrugada desta quarta-feira, a Polícia Federal pediu à Justiça a expedição dos mandados de busca e apreensão e o sequestro de bens dos presos, em endereços residenciais e de empresas a eles vinculadas, nos estados do Paraná e Minas Gerais.

Em um dos locais, onde aparentemente funcionava uma fábrica de móveis, os agentes federais encontraram materiais, maquinários e caderno de anotações com manual de instruções que indicam que o grupo criminoso realiza a fabricação e montagem de fuzis no estado de Minas Gerais. Os indícios apontam que o armamento é posteriormente enviado ao Rio de Janeiro, onde é comercializado e distribuído para as facções criminosas que atuam nas comunidades do estado.

Em um condomínio na Barra da Tijuca, na casa do principal alvo da operação, preso ontem, os policiais apreenderam peças de fuzis, carregadores e munições, além de um veículo de luxo, uma Lamborghini, avaliada em mais de R$ 1 milhão.

Para o cumprimento dos mandados em endereços de Belo Horizonte, a Polícia Federal no Rio de Janeiro contou com o apoio de agentes federais lotados na Superintendência Regional da PF em Minas Gerais e no Paraná.

Edição: Juliana Andrade

Últimas notícias