Rio define lista de líderes de facções que vão para presídios federais

Balanço da operação Maré é analisado em reunião

Publicado em 12/10/2023 - 10:31 Por Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O governador Cláudio Castro (foto), do estado do Rio de Janeiro, se reuniu, nessa quarta-feira (11), com o procurador-geral de Justiça, Luciano Mattos, para alinhar o processo de pedido de transferência de líderes das facções criminosas do Rio para presídios federais.

O encontro foi na sede do Ministério Público. Castro disse que “o trabalho será feito em conjunto com as forças estaduais de segurança e os promotores de justiça. É preciso ter critérios claros e detalhados para que a transferência seja feita de forma correta e benéfica para o estado”.

O balanço da Operação Maré também foi abordado na reunião, além da parceria estratégica do governo local com o Ministério Público estadual.

Prejuízo de R$ 20 milhões

 “Quero parabenizar os nossos agentes de segurança pública. Em apenas três etapas da Operação Maré, já demos um prejuízo de mais de R$ 20 milhões às facções criminosas e vamos continuar asfixiando essas máfias. Continuaremos com o trabalho focado em tecnologia, aliado à inteligência e estratégia. Estamos no caminho certo”, avaliou Castro.

O procurador-geral de Justiça, Luciano Mattos, falou da importância da parceria dos órgãos estaduais e federais no combate à criminalidade. “A segurança pública é prioridade para o Ministério Público. Já atuamos de forma efetiva com investigação criminal, execução penal, ocupação irregular do solo e sistema financeiro, entre outras funções pertinentes ao Ministério Público. Com relação à transferência de presos, estamos trabalhando em conjunto com as forças de segurança estaduais e a lista será elaborada com responsabilidade e estratégia”, finalizou.

Edição: Kleber Sampaio

Últimas notícias