Em momento histórico, Brexit vai para a Suprema Corte britânica

Publicado em 05/12/2016 - 13:17 Por Da Agência Ansa - Londres

Marcha Brexit

Reino  Unido  decidiu  deixar  bloco  europeu  no  dia  23  de  junho  deste  ano   Agência  Lusa/Direitos  Reservados

Começou hoje (5) uma nova fase da batalha legal para decidir se o Brexit deve passar por uma votação no Parlamento britânico para que possa ser iniciado formalmente o processo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE). Nos quatro dias de audiência da Suprema Corte britânica, que pela primeira vez reunirá seus 11 juízes, o governo da primeira-ministra Theresa May tentará derrubar a decisão de que o Brexit só poderá ter início oficialmente com a aprovação do Parlamento. As informações são da Agência Ansa.

O veredito do caso deve se tornar público em janeiro. No mês passado, a Suprema Corte decidiu que o governo sozinho não tem poder suficiente para invocar o Artigo 50 do Tratado de Lisboa, que regula os passos que um país deve dar para deixar a UE. A decisão de que o Reino Unido deixaria o bloco europeu foi tomada em 23 de junho deste ano, por meio de um referendo histórico.

Com a vitória do Brexit, o ex-primeiro-ministro David Cameron, grande defensor da permanência do país na UE, renunciou, e Theresa May assumiu o cargo garantindo que iniciaria o processo de saída do bloco assim que possível, já que este é o desejo popular. Segundo Theresa, a invocação do Artigo 50, ou seja, o início da saída do Reino Unido, seria realizada até março do ano que vem. No entanto, essa meta pode ser atrasada, caso a Suprema Corte não derrube a decisão de que o Brexit deve antes passar pelo Parlamento.

Últimas notícias
Palácio do Supremo Tribunal Federal na Praça dos Três poderes em Brasília
Justiça

Ministra do STF libera execução das emendas do relator

A decisão foi tomada após o Congresso aprovar, na semana passada, resolução para cumprir parte da decisão de dar publicidade ao processo de destinação dos recursos.