Estados Unidos formalizam apoio ao ingresso do Brasil na OCDE

Iniciativa americana dá mais impulso à candidatura brasileira

Publicado em 23/05/2019 - 17:54 Por Agência Brasil - Brasília

Os Estados Unidos decidiram nesta quinta-feira (23) apoiar formalmente a entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O anúncio oficial do apoio foi dado durante a reunião do órgão, em Paris. O presidente Jair Bolsonaro postou no Twitter mensagem em que afirma que o suporte norte-americano é “fruto da confiança no novo Brasil”.

“Atualmente, todos os 36 membros da OCDE apoiam a nossa entrada, fruto da confiança no novo Brasil que estamos construindo, mais livre, aberto e justo”, disse Bolsonaro.

Em Paris, o chanceler brasileiro Ernesto Araújo disse que o apoio norte-americano é a “principal peça que faltava para que nós possamos, no mais breve prazo, começarmos o processo de adesão à OCDE”.

O apoio dos EUA, segundo  Araújo,  é “importantíssimo nesse nosso caminho para nos tornarmos membros plenos da OCDE. Contávamos com isso desde a visita do presidente Bolsonaro aos Estados Unidos. O presidente Trump já tinha garantido o seu apoio de maneira muito clara”.

Brasil lidera a disputa

Com o apoio norte-americano, o Brasil se tornou um forte candidato para se tornar membro pleno da organização. Mas, além do Brasil, há outros candidatos: Argentina , Romênia, Croácia, Hungria e Bulgária. Destes, o Brasil é o que está mais avançaco na disputa, assumindo a liderança com folga sobre os demais, já tendo adotado cerca de 30% dos instrumentos exigidos pela OCDE.

Para se tornar membro pleno da instituição, o Brasil dependerá ainda da aprovação dos seguintes países europeus: Áustria, Bélgica, Dinamarca, França, Grécia, Islândia, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos, Portugal, Reino Unido, Suécia, Suíça, Alemanha, Espanha, Finlândia, República Tcheca, Polônia, Eslováquia, Eslovênia, Estônia, Letonia e Lituânia. Fora da Europa, além dos Estados Unidos, o Brasil precisará do respaldo da Austrália, Canadá, Japão, Israel, Coreia do Sul, México, Chile e Nova Zelândia.

O tempo necessário que um país passe a integrar a OCDE é de 2 a 3 anos. Durante esse período, o país-candidato terá que adaptar toda a sua legislação aos regulamentos das nações integrantes da OCDE. De acordo com o Itamaraty, se por um lado o Brasil ainda precisa adaptar alguns dispositivos legais importantes, por outro tem a vantagem de ter feito nas últimas décadas progresso em leis sobre o consumidor, sobre vários campos econômicos e também sobre o consumidor.

Vantagens

O ingresso de um país ao grupo de nações que compõem a OCDE traz benefícios em vários setores, especialmente na atração de investimentos.  Grupos econômicos e financeiros normalmente dão prioridade aos países membros da OCDE porque estes já adaptaram suas regras econômicas para o padrão de competitividade e inovação tecnológica própria dos países altamente industrializados.

Assista na TV Brasil: Estados Unidos confirmaram hoje o apoio à entrada do Brasil na OCDE

Edição: José Romildo/Augusto Queiroz

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Programa Vigia recebe base fluvial para combate ao tráfico

Também foi entregue a primeira de sete torres de comunicação com rádios móveis e portáteis. A torre foi instalada na cidade de Iranduba (AM).

basquete em cadeira de rodas, seleção brasileira, Rio 2026
Esportes

Coluna - Justo ou injusto?

Reclassificação no basquete tira atletas do movimento paralímpico. Dos 132 reenquadrados, 119 foram considerados aptos a competir em Tóquio, e nove inelegíveis.

Ensino a distância cresce mais que presencial
Educação

MEC autoriza aulas a distância em escolas técnicas federais de ensino

Instituições que optarem por suspender aulas presenciais deverão repô-las integralmente e poderão alterar calendários escolares, inclusive recessos e férias.

A Polícia Federal prende o banqueiro Eduardo Plass em nova etapa da Operação Hashtag, desbodramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.
Geral

Polícia Federal faz operação contra fraudes nos Correios

Cargas eram distribuídas no fluxo postal sem faturamento ou com faturamento inferior, dando prejuízo de R$ 94 milhões aos Correios. Foram expedidos mandados de afastamento de funcionários.

Governo de São Paulo inicia testes com vacina contra o novo coronavírus.
Saúde

São Paulo usa metrô para vacinar adultos e crianças 

Não é necessário apresentar carteirinha de vacinação. Em todas as estações do Metrô de São Paulo, a campanha estará na área livre do mezanino. Vacinas evitam diversas doenças.

O ministro Gilmar Mendes, durante a segunda parte da sessão de hoje (23) para julgamento sobre a validade da prisão em segunda instância do Supremo Tribunal Federal (STF).
Justiça

Gilmar Mendes suspende efeitos de veto sobre uso máscara em presídios

A decisão suspende “apenas os efeitos dos vetos feitos por meio de republicação, após o prazo de 15 dias para o exercício da deliberação executiva sobre o projeto de lei”, diz STF.