Google tem contas apreendidas na Rússia e declara insolvência

Governo confiscou ativos bancários da empresa no país

Publicado em 18/05/2022 - 13:15 Por Reuters - Moscou

A subsidiária russa do Google declarou-se insolvente depois que a companhia teve contas bancárias confiscadas pelo governo, impedindo o seu funcionamento no país, afirmou hoje (18) um porta-voz da empresa.

"O confisco pelas autoridades russas da conta bancária do Google Rússia tornou insustentável o funcionamento de nosso escritório na Rússia, incluindo empregar e pagar funcionários [russos], pagar fornecedores e vendedores e cumprir outras obrigações financeiras", disse um porta-voz do Google.

O Google está sob pressão da Rússia há meses, acusado de não excluir conteúdo que Moscou considera ilegal e por restringir o acesso a alguns veículos de mídia do país no YouTube. O Google não confirmou imediatamente se outros confiscos ocorreram.

A subsidiária enviou "um aviso da intenção de se declarar insolvente", disse uma nota publicada no Fedresurs, registro oficial da Rússia, nesta quarta-feira. "Desde 22 de março de 2022, [a empresa] prevê a sua própria insolvência e incapacidade de cumprir obrigações", disse a nota.

Ameaças e multas

A Rússia disse, na terça-feira, que não planeja bloquear o YouTube, apesar de repetidas ameaças e multas, reconhecendo que tal medida provavelmente prejudicará usuários do país.

O presidente-executivo da Rostelecom, Mikhail Oseevskiy, disse que o Google está operando normalmente no país, com todos os servidores, segundo a agência de notícias Tass. A receita da subsidiária russa do Google em 2021 foi de 134,3 bilhões de rublos, revelou o banco de dados de empresas russas da Spark, da Interfax.

O Google, que interrompeu a grande maioria de suas operações comerciais na Rússia após Moscou invadir a Ucrânia em 24 de fevereiro, disse que seus serviços gratuitos, incluindo busca, YouTube, Gmail, Maps, Android e Play, permanecerão disponíveis para usuários russos.

É proibida a reprodução deste conteúdo.

Últimas notícias