São Paulo: policiais que mataram jovem em 2016 viram réus 

Júlio César foi baleado na nuca em perseguição

Publicado em 18/03/2021 - 17:13 Por Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

A Justiça de São Paulo aceitou denúncia do Ministério Público (MP) e tornou réus quatro policiais militares (PM) e três Guardas Civis Metropolitanos pelo homicídio do jovem Júlio César Alves Espinoza, baleado na nuca em uma perseguição na divisa entre São Caetano do Sul e a capital paulista, em 2016. Espinoza tinha 24 anos. A decisão da Justiça foi tomada no último dia 12.

“[Recebo a denúncia] ante a existência de provas de materialidade e indícios da autoria do delito a ele imputado, inferidos, sobretudo, do acervo testemunhal juntados ao processo”, disse, na decisão, o juiz Roberto Zanichelli Cintra, da 1ª Vara do Júri do Foro Central Criminal de São Paulo.

Na versão apresentada no boletim de ocorrência, registrado no 56º Distrito Policial de São Paulo, o jovem não obedeceu a uma ordem de parar o veículo e fugiu. Durante a perseguição, que ultrapassou a divisa entre São Caetano e a capital, os agentes envolvidos dizem que houve disparos do veículo de Júlio César contra as viaturas em que estavam. A versão foi contestada pela Ouvidoria da Polícia na época. Segundo o Ministério Público, o jovem foi executado pelos policiais.

O caso fez com que a Secretaria Municipal de Segurança Urbana de São Paulo editasse, ainda em 2016, um decreto proibindo os guardas civis metropolitanos de perseguir ou disparar contra veículos. Em caso de identificação de atitudes suspeitas, a determinação é que os membros da corporação informem às polícias estaduais (Civil e Militar). 

A reportagem não conseguiu, até o momento, contato com a defesa dos policiais.

Edição: Aline Leal

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias