MPF recomenda diversidade em discussões de Conselho Municipal LGBTQIA+

Caso envolve a prefeitura de Rio Branco

Publicado em 11/02/2023 - 17:28 Por Agência Brasil  - São Paulo

O Ministério Público Federal (MPF) do Acre fez uma recomendação à prefeitura de Rio Branco (AC) para que inclua a participação da sociedade civil, dos movimentos sociais e da comunidade LGBTQIA+ nas discussões que antecedem a composição do Conselho Municipal LGBTQIA+.

A recomendação é assinada pelo procurador regional dos Direitos do Cidadão, Lucas Costa Almeida Dias, que ressaltou que a Constituição Federal assegura a participação da sociedade nos processos de formulação, monitoramento, controle e avaliação de políticas sociais exercidas pelo Estado.

O documento do MPF dá o prazo de 15 dias, após o recebimento, para que a prefeitura de Rio Branco informe se vai acatar ou não a recomendação. O MPF alerta que o não acatamento da recomendação poderá implicar em adoção de medidas judiciais.

Edição: Fábio Massalli

Últimas notícias