Temer recebe presidente da Bolívia nesta terça-feira, após dois adiamentos

Publicado em 04/12/2017 - 20:00 Por Marcelo Brandão - Repórter da Agência Brasil - Brasília

O presidente da Bolívia, Evo Morales, virá a Brasília amanhã (5) para encontrar-se com o presidente Michel Temer. Temer receberá Morales no Palácio do Planalto às 11h. Em seguida, participarão de um encontro bilateral e de uma cerimônia de assinatura de atos. A agenda oficial de ambos termina com um almoço oferecido por Temer em homenagem a Morales, no Palácio do Itamaraty.

A visita já deveria ter ocorrido desde outubro, mas foi adiada duas vezes, nas últimas semanas, devido aos problemas de saúde do presidente brasileiro.

Segundo um assessor próximo de Temer, a visita tem um efeito simbólico, sinalizando a intenção da Bolívia em manter boas relações com o governo de Michel Temer. De acordo com esse mesmo assessor, a ideia do encontro partiu do país vizinho. Morales foi um dos críticos do impeachment de Dilma Rousseff e, como o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, o boliviano manifestou-se nas redes sociais contra o que chamou de “golpe”.

Mas Morales tem interesses comerciais na visita. A Bolívia quer expandir seus parceiros comerciais de gás e vender o excedente de produto que não está sendo consumido atualmente pela Petrobras, comprador do gás boliviano. A intenção já havia sido manifestada pelo país vizinho no início do ano.

Dois adiamentos

A visita havia sido marcada para ocorrer nas últimas semanas, mas foi adiada duas vezes, ambas por questões envolvendo a saúde de Temer.

Na primeira, que aconteceria em 30 de outubro, foi adiada porque Temer precisou se submeter a uma cirurgia urológica para desobstrução da uretra. A Secretaria de Comunicação da Presidência da República já havia divulgado a visita de Morales na agenda de Temer, sendo cancelada posteriormente.

O encontro foi, então, remarcado para a última semana de novembro, mas o presidente foi submetido a uma angioplastia no coração no dia 24, ficando internado até o dia 27, quando aconteceria a visita já remarcada do presidente boliviano.

Edição: Davi Oliveira

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Aplicativo Caixa Tem
Economia

Caixa credita saque emergencial do FGTS para nascidos em julho

Saque emergencial permite a retirada de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas as contas no FGTS.  Nesta fase, o dinheiro pode ser movimentado apenas por meio do aplicativo Caixa Tem.

Agência Brasil Explica
Saúde

Agência Brasil explica: como é feita média móvel de casos de covid-19

Epidemiologista diz que média móvel é indicador importante por ser de fácil entendimento e permitir a divulgação diária dos dados, mantendo a população mobilizada em relação às medidas de prevenção.

Teste rápido de COVID-19
Saúde

Estado do Rio registra quase 179 mil casos de covid-19

A capital lidera o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (74.421 casos). Em seguida vêm Niterói (9.380) e São Gonçalo (9.298), ambas na região metropolitana. 

VITÓRIA ATLÉTICO MINEIRO E EMPATE DO SANTOS
Esportes

Flamengo perde para o Atlético mineiro no Maracanã

Na segunda rodada, o Atlético recebe o Corinthians em jogo previsto para  quinta-feira (13). Já o Flamengo enfrenta um dia antes (12), o Atlético Goianiense.

Manifestantes carregam bandeiras nacionais durante um protesto contra o governo no centro de Beirute, Líbano, em 20 de outubro de 2019
Internacional

Polícia entra em confronto com manifestantes em Beirute

Milhares de pessoas foram para a Praça do Parlamento e para a Praça dos Mártires Os manifestantes tentaram entrar em uma área isolada e invadiram os escritórios de ministérios.

Teste rápido de COVID-19
Saúde

Brasil registra 3 milhões de casos de covid-19 e 101 mil mortes

Dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde no início da noite deste domingo (9). Nas últimas 24 horas, o país registrou 23.010 novos casos e 572 mortes.