Alterações de nome e gênero no RJ crescem 5 vezes em relação a 2021

Publicado em 25/07/2022 - 15:39 Por Tatiana Alves - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

Cartórios do estado do Rio de Janeiro registraram, no primeiro semestre deste ano, aumento nos processos de alterações de nome e sexo de pessoas transgênero e transexuais. A quantidade de interessados em mudar essas informações em seus documentos oficiais foi cinco vezes maior na comparação com igual período de 2021, de acordo com a Presidente da Arpen, Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais, Alessandra Lapoente.

E, se há alguns anos a burocracia era um dos empecilhos para essa adequação, atualmente o processo está mais simples, como esclarece Alessandra Lapoente. Em relação ao nome a mudança não alcança o sobrenome que pode apenas ser incluído ou excluído dos documentos.

Há quatro anos, o direito de alterar nome, gênero ou os dois foi reconhecido pelo Supremo Tribunal Federal. Isso pode ser feito nos cartórios de registro civil, com um requerimento preenchido e assinado na hora, no próprio local.

A identidade será verificada por um oficial, assim como a legitimidade dos documentos apresentados e a livre manifestação de vontade.

Todas as informações sobre o processo estão disponíveis em uma cartilha da Associação Nacional de Registradores de Pessoas Naturais no site: arpenbrasil.org.br

No material, é possível verificar o passo a passo para a retificação do registro de nascimento e de casamento nos cartórios do país, e os documentos necessários para realizar o procedimento.

Qualquer pessoa com 18 anos ou mais que não se identifique com o gênero registrado em sua certidão de nascimento tem o direito de fazer a mudança sem precisar recorrer à justiça.

No entanto, para menores de idade, o procedimento só pode ser feito judicialmente.

Edição: Raquel Mariano / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Cultura

Dia Nacional do Livro Infantil: Entrevista com Marcelo Moutinho

O livro nos conduz a novos universos, estimula a imaginação e a criatividade. E para aqueles que se dedicam à  literatura infantil, foi criado o Dia Nacional do Livro Infantil, comemorado em 18 de abril.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Reforma Agrária: a mãe das reformas de base

O Podcast Golpe de 64: Perdas e Danos lança o terceiro episódio da primeira temporada batizada de "Futuro Interrompido". A série que resgata as Reformas Estruturais de Base, propostas pelo ex-presidente João Goulart,  no histórico comício dos 200 mil, na Central do Brasil, no Rio de Janeiro em 13 de março de 1964.

Baixar arquivo
Política

Especialistas alertam para riscos da PEC que criminaliza drogas

A PEC aprovada no Senado ainda precisa ser analisada pela Câmara dos Deputados. Por enquanto, não há previsão para votação.

Baixar arquivo
Política

Senado aprova ampliação da faixa de isenção do imposto de renda

A proposta revisa para R$ 2.824,00 o limite de renda mensal que não precisa pagar Imposto de Renda. Esse valor também corrige as demais faixas, já que existe uma progressividade da tabela.

Baixar arquivo
Justiça

Traje religioso em documentos oficiais é constitucional, diz STF

Os ministros  do STF julgaram um recurso da União contra a decisão da Justiça Federal que autorizou o uso de traje religioso na foto para a Carteira Nacional de Habilitação.

Baixar arquivo
Geral

Comissão de juristas entrega proposta de novo Código Civil a Pacheco

O projeto propõe a alteração de mais de mil artigos do atual código e contempla temas atuais, como o direito digital. Proposta passará por ampla discussão entre os senadores para, só então, ser colocada em votação.

Baixar arquivo