Cantos e danças marcam início dos Jogos Mundiais Indígenas

Publicado em 24/10/2015 - 15:23 Por Lucas Pordeus Leon - Palmas

Começam os primeiros Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. O palco desse momento histórico é Palmas, a capital do Tocantins.

 

Antes de começarem as apresentações das delegações nacionais e internacionais durante a cerimônia de abertura na noite dessa sexta-feira (23), o cacique Jeremias Xavante pegou o microfone e fez um apelo à presidenta Dilma Rousseff, que esteve presente na cerimônia.

 

Ele criticou a PEC 215, que que altera as regras para demarcação de terras indígenas, quilombolas e de unidades de conservação.

 

"Está havendo uma discussão em torno da PEC 215, que ser for aprovada acabará com a nossa Fundação Nacional do Índio e nesse momento  intervise

 

Em seguida, cada uma das 24 etnias brasileiras e os povos de 20 países de todos os continentes entraram um a um cantando e dançando no palco principal dos jogos, a Arena Verde. O local ficou repleto das cores dos cocares, penas, pinturas corporais e adereços dos povos de todo o mundo.

 

A liderança Edemilson Carajá, etnia do norte tocantinense, disse que é um grande privilégio receber os jogos no estado.

 

No final da cerimônia, todos os povos cantaram e dançaram simultaneamente em uma grande celebração.

 

Fazem parte das competições modalidades como canoagem, corrida com tora, arremesso de lança, cabo de força e arco e flecha.

 

A vila dos jogos ainda tem uma Feira de Artesanato e outra de Agricultura indígena. A entrada é liberada e gratuita todos os dias até o encerramento, em 31 de outubro.

 

Saiba mais no Portal EBC

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Senado aprova projeto que beneficia vítimas de violência doméstica

A proposta reserva 10% das unidades habitacionais  às mulheres vítimas de violência em programas de habitação financiados com recursos públicos, como o Casa Verde e Amarela.

Baixar arquivo
Política

Caixa disponibilizará R$ 15 bilhões em crédito para o agronegócio

A Caixa Econômica Federal vai fazer parte do Plano Safra, o programa que disponibiliza crédito para o agronegócio. É a primeira vez que o banco integra o financiamento da safra nacional com uma linha de crédito que será destinado aos pequenos e médios produtores.

Baixar arquivo
Esportes

Palmeiras vence Santos por 3 a 2

O Palmeiras venceu o Santos por 3 a 2, pelo campeonato paulista. E neste sábado (8) teremos campeonato carioca, com Vasco e Madureira e Flamengo e Volta Redonda. 

Confira as informações do futebol com Bruno Mendes. 

Baixar arquivo
Geral

Domingo é Dia das Mães e as que estão em home office superam desafios

Com a pandemia, veio a realidade do home office.Com mudanças tão desafiadoras na rotina, a psicóloga Carla Antloga, avalia ser difícil que isso não afete na produtividade, mas a sociedade, empresas e órgãos precisam olhar os prazos e demandas das mães de formas diferentes e com empatia.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Mulheres enfrentam desafios para voltar ao mercado após maternidade

Uma pesquisa de doutorado acompanhada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) retrata bem isso: 40% das mulheres saem do mercado formal de emprego depois de serem mães e esse número se mantém por 5 anos após o nascimento dos filhos.

Baixar arquivo
Política

Ministro da Saúde é ouvido pela CPI da Pandemia

Durou dez horas e meia a reunião da CPI da Pandemia que ouviu nessa quinta-feira o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Ele respondeu a diversas perguntas sobre os protocolos para conter as contaminações e a estratégia para comprar e distribuir vacinas.

Baixar arquivo