Projeto da Fiocruz defende vacinação de crianças contra Covid-19

Publicado em 23/01/2024 - 19:00 Por Tâmara Freire - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

O projeto Vigivac, da Fiocruz, que avalia a efetividade das vacinas contra a Covid-19, defendeu a vacinação de crianças contra a doença. Desde o início do ano, a imunização contra a Covid-19 foi incluída no Programa Nacional de Imunizações, devendo ser aplicada em todas as crianças de 6 meses a menos de 5 anos. 

A nota técnica afirma que a Covid-19 foi a principal causa de óbitos por doença imunoprevenível entre menores de 19 anos, de agosto de 2021 a julho de 2022. Entre menores de 1 ano, a taxa de mortalidade chegou a 4,3 óbitos por 100 mil habitantes. Além disso, os pesquisadores destacam que, no Brasil, as infecções respiratórias pelo coronavírus, em menores de 18 anos, têm uma mortalidade três vezes maior do que as provocadas por outros agentes. 

A nota também explica que a efetividade das vacinas aplicadas em crianças já foi comprovada por diversos estudos e é próxima de 90%. As duas vacinas disponíveis para este público também se mostraram bastante seguras, com uma taxa de eventos adversos leves inferior a 5% no caso da Coronavac, e raramente relatados no caso da Pfizer. 

Salientam ainda que o risco de desenvolver esses mesmos efeitos, após uma infecção por Covid-19 é 31 vezes maior do que em decorrência da vacinação. As pesquisas também mostram que a vacinação reduz em até 41% o risco de crianças e adolescentes desenvolverem Covid longa. Apesar disso, as taxas de vacinação permanecem muito baixas no Brasil. Entre as crianças de 3 e 4 anos, menos de 23% foram vacinados com 2 doses e apenas 6% recebeu dose de reforço. 

O texto termina dizendo que a vacinação é uma ferramenta fundamental para proteção das crianças, principalmente em famílias mais vulneráveis socioeconomicamente, já que possuem maior risco de contrair a doença e maior dificuldade de realizar tratamento. E que a garantia da vacinação para todas as crianças não só preserva vidas, mas também fortalece a resiliência do Sistema Único de Saúde.

Edição: Roberto Piza / Pedro Lacerda

Últimas notícias
Segurança

Perfis bloqueados no X por ordem judicial ainda fazem transmissões

Isso é o que diz um relatório parcial da Polícia Federal (PF) aberto para investigar o empresário norte-americano e dono do antigo Twitter, Elon Musk. Foi constatado ainda que os perfis interagem com usuários brasileiros.

Baixar arquivo
Justiça

E-mail indica que Samarco conhecia risco de colapso em Mariana

Um e-mail enviado por um ex-executivo da mineradora inglesa BHP ao conselho de administração da Samarco está sendo utilizado pela defesa dos atingidos pela tragédia de Mariana (MG) como prova de que a empresa sabia dos riscos de rompimento da barragem.

Baixar arquivo
Saúde

Mortes por dengue em 2024 já superam as do ano passado em 37%

São 1.601 óbitos confirmados neste ano. Outras 2 mil mortes estão em investigação, e o total de casos da doença já passa de 3,5 milhões.

Baixar arquivo
Cultura

Programação do aniversário de Brasília tem show de Alok neste sábado

O palco para a atração do DJ é em formato de pirâmide e tem quase 30 metros. O show dele deve ocorrer a partir das 21h30, mas antes disso já vai ter muita música por lá. 

Baixar arquivo
Justiça

Nunes Marques prorroga prazo para pagamento de dívida de MG com União

O ministro do Supremo Tribunal Federal prorrogou por mais 90 dias o prazo para Minas Gerais pagar a sua dívida com a União. Esse prazo se encerraria neste sábado (20).

Baixar arquivo
Geral

Governo recua e Petrobras pode pagar 50% de dividendos extraordinários

A decisão veio nessa sexta-feira (19), após reunião do Conselho de Administração da empresa e será levada à Assembleia Geral marcada para a próxima quinta, dia 25.

Baixar arquivo