Anvisa proíbe venda sem receita de cloroquina e ivermectina

Medida está publicada no Diário Oficial da União

Publicado em 24/07/2020 - 09:21 Por Karine Melo - Repórter da Agência Brasil - Brasília

Regras que proíbem a venda sem receita em farmácias de medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina, nitazoxanida e ivermectina foram publicadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As orientações estão na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 405/2020, publicada ontem no Diário Oficial da União . De acordo com a agência, a lista poderá ser revista a qualquer momento para a inclusão de novos medicamentos, caso seja necessário.

Ainda segundo a Anvisa, o objetivo da norma é impedir a compra indiscriminada de medicamentos que têm sido amplamente divulgados como potencialmente benéficos no combate à infecção pelo novo coronavírus, embora ainda não existam estudos conclusivos sobre o uso desses fármacos para o tratamento da doença.  A medida visa também manter os estoques destinados aos pacientes que já têm indicação médica para uso desses produtos, uma vez que os medicamentos que constam na resolução também são usados no tratamento de outras doenças, como a malária (cloroquina e hidroxicloroquina); artrite reumatoide, lúpus e outras (hidroxicloroquina); doenças parasitárias (nitazoxanida) e tratamento de infecções parasitárias (ivermectina). 

Compra

A compra desses produtos em farmácias e drogarias será permitida apenas mediante apresentação da receita médica em duas vias. Cada receita terá validade de 30 dias, a partir da data de emissão, e poderá ser utilizada somente uma vez. A resolução será revogada automaticamente a partir do reconhecimento, pelo Ministério da Saúde, de que não mais se configura a situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional.

Farmácias e drogarias

Conforme previsto na resolução, todos os medicamentos que contenham as substâncias listadas na norma estão sujeitos aos procedimentos de escrituração no Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC). A escrituração dos medicamentos à base de hidroxicloroquina, cloroquina e nitazoxanida já era obrigatória desde a inclusão dessas substâncias nas listas de controle da Portaria 344/1998. Para os medicamentos à base de ivermectina, a entrada de medicamentos já existentes em estoque nas farmácias e drogarias antes da resolução não necessita ser transmitida ao SNGPC.

Ouça na Radioagência Nacional:

Edição: Graça Adjuto

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Rio de Janeiro - O ex-secretário municipal de Obras Alexandre Pinto é preso preventivamente pela Polícia Federal na Operação Rio 40 Graus (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Justiça

Rio: ex-secretário municipal de obras é condenado a 23 anos de prisão

Alexandre Pinto foi condenado a 23 anos de prisão por fraudes na licitação da obra da Transcarioca, via construída para Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016.

Fiocruz inaugura Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 no Rio
Saúde

Anvisa autoriza mudanças em teste da vacina de Oxford

Alteração permite a aplicação de uma dose de reforço, totalizando duas doses em vez de uma, como originalmente proposto. Medida é devida a estudos que mostram mais eficácia.

Higienização da bola antes do retorno do da Copa do Nordeste, após paralisação por conta da covid-19
Esportes

CBF anuncia novo protocolo de testes para coronavírus

Mudança acontece após primeira rodada do Brasileiro, na qual a partida entre São Paulo e Goiás foi adiada um pouco antes do início por conta de casos de coronavírus no elenco do Esmeraldino.

Fiocruz inaugura Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 no Rio
Saúde

Rio registra 28 mortes e 1.166 novos casos de covid-19 em um dia

Estado acumula mais de 180 mil casos da doença e mais de 14.108 mil mortes. São 28.909 pessoas pessoas internadas por covid-19, sendo que 11.494 em UTI.

coronavirus, Sao Paulo
Saúde

Estudo mostra que 18% dos adultos da cidade de SP já foram infectados

Uma pesquisa mostrou que o número de pessoas infectadas na cidade de São Paulo pode ter chegado a 18% da população adulta - próximo ao número necessário para a imunidade de rebanho.

Geral

Gás de pimenta causa intoxicação de três pessoas em SP

Gás foi introduzido no apartamento, por debaixo da porta, por um morador vizinho, descontente com reforma que estava sendo realizada. Vítimas foram levadas ao hospital.