Caso Breonna Taylor: atletas condenam decisão de inocentar policiais

Lewis Hamilton (foto) protesta contra morte de paramédica

Publicado em 24/09/2020 - 15:22 Por Frank Pingue e Alan Baldwin - Toronto e Londres

O hexacampeão de Fórmula 1 Lewis Hamilton e o astro da NBA LeBron James foram alguns representantes do esporte a criticar na última quarta-feira (23) a decisão de inocentar policiais de acusações criminais pela morte de Breonna Taylor, uma paramédica negra assassinada em seu apartamento em Louisville (Estados Unidos).

Dois policiais brancos que atiraram contra o apartamento em março não serão processados pela morte de Taylor, pois o uso da força foi justificado, enquanto um terceiro foi acusado de colocar em perigo seus vizinhos, disse a procuradoria do Kentucky.

“A instituição policial de supremacia branca que roubou a vida de Breonna Taylor deve ser abolida para a segurança e bem-estar de nosso povo”, publicou o quarterback do San Francisco 49ers (equipe de futebol americano) Colin Kaepernick.

O jogador do Los Angeles Lakers LeBron James escreveu uma série de tuítes para expressar sua frustração e disse que “a pessoa mais desrespeitada do mundo é a mulher negra”.

“Estou sem palavras hoje! Estou arrasado, magoado, triste, revoltado! Queremos Justiça para Breonna”, diz o atleta em sua conta no Twitter.

O técnico do Golden State Warriors, Steve Kerr, falando após o primeiro treino de sua equipe desde março, disse que era “desmoralizante” saber das novidades.

Megan Rapinoe, que no ano passado foi eleita a melhor jogadora de futebol do mundo após levar os Estados Unidos ao título da Copa do Mundo, disse que a decisão é “devastadora e que, infelizmente, não surpreende”.

Lewis Hamilton, seis vezes campeão mundial de Fórmula 1 e que vestiu uma camiseta preta na última prova da categoria automobilística com a mensagem “prendam os policiais que mataram Breonna Taylor”, também se manifestou.

“A polícia continua escapando com assassinatos todos os dias e isso precisa parar! Ela era inocente (…). Dói saber que alguém foi morto e ninguém foi responsabilizado”, declarou o piloto no Instagram.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias