Conmebol critica suspensão ao uruguaio Cavani

Jogador é acusado de postar comentário racista em rede social

Publicado em 05/01/2021 - 16:37 Por Andrew Downie - Londres

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) juntou-se às crescentes críticas contra a Federação Inglesa (FA), nesta terça-feira (5), ao condenar a suspensão de três jogos dada ao uruguaio Edinson Cavani por declaração considerada racista.

Cavani foi punido na semana passada com três jogos de suspensão e multado em 100 mil libras (cerca de US$ 136 mil) por postar uma mensagem em seu perfil no Instagram para um amigo com o termo “negrito”, classificado pela FA como racista, após vitória de seu time, o Manchester United, sobre o Southampton, em 29 de novembro.

A FA alegou que a postagem trouxe descrédito ao esporte. O atacante pediu desculpas por qualquer mal-entendido e se recusou a contestar a sanção.

“A medida disciplinar aplicada ao jogador uruguaio claramente não leva em conta as características culturais e o uso de certos termos falados no cotidiano do Uruguai”, disse a Conmebol em nota.

“A Conmebol condena e sempre condenará com a maior energia qualquer manifestação racista ou discriminatória, mas o caso específico pelo qual Cavani sofreu sanção não constitui uma delas”, diz a entidade sul-americana.

A posição da Conmebol foi anunciada após protestos semelhantes da Associação Uruguaia de Futebol e de um sindicato de jogadores profissionais uruguaios.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias