Promotoria pede mais 12 anos de prisão para ex-presidente sul-coreana

Publicado em 14/06/2018 - 08:21 Por Agência EFE - Seul

A Promotoria da Coreia do Sul pediu nesta quinta-feira (14) mais 12 anos de prisão para a ex-presidente do país Park Geun-hye - que está cumprindo pena devido a um escândalo de corrupção -, por outro caso de suposto financiamento ilegal.

A ex-presidente, de 66 anos, foi condenada em abril a 24 anos de prisão por tráfico de influência, que montou com a amiga Choi Soon-sil, conhecida como "Rasputina". O caso levou à cassação de seu mandato.

Park está sendo também julgada por ter recebido supostamente suborno do Serviço Nacional de Inteligência (NIS, na sigla em inglês) durante seu mandato. Por isso, a Promotoria apresentou acusações contra ela, um ex-assessor e um diretor do órgão.

A acusação sustenta que o NIS pagou ao escritório da presidente cerca de 4 bilhões de wons entre 2013 e 2016. Por isso, pede mais 12 anos de prisão e uma multa de 8 bilhões de wons.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias