Ministro do STJ manda soltar auditor da Receita preso na Lava Jato

Servidor foi acusado de integrar esquema de cobrança de propina

Publicado em 23/12/2019 - 19:53 Por André Richter - Repórter da Agência Brasil - Brasília

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Ribeiro Dantas mandou soltar o auditor da Receita Federal Marco Aurélio Canal, preso em outubro pela Polícia Federal (PF) na Operação Armadeira, um dos desdobramentos da Lava Jato no Rio de Janeiro. A decisão foi assinada no dia 19 de dezembro e publicada nesta segunda-feira (23).

Na investigação, Canal é acusado de pertencer a um suposto esquema de suborno em que fiscais cobravam propina para não aplicar multas contra contribuintes que eram alvo de fiscalização. Antes de ser preso, ele chefiava a equipe da Receita que trabalha na Lava Jato do Rio.

Os investigadores do caso também afirmam terem descoberto que o auditor cobrou R$ 4 milhões para evitar multa contra a Federação das Empresas de Transporte do Rio de Janeiro (Fetranspor), o que teria sido intermediado pelo contador de uma empresa de ônibus que é ex-servidor do órgão.

Após a prisão, a defesa do auditor afirmou que a prisão foi ilegal e de viés "exclusivamente político".

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias