Eleição no Senado: PT libera bancada e indica Pimentel para primeira secretaria

Publicado em 01/02/2017 - 15:38 Por Mariana Jungamann – Repórter da Agência Brasil - Brasília

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), informou hoje (1º) que a bancada liberou os senadores do partido para votar como acharem melhor na escolha do presidente da Casa. Com isso, o líder protocolou a indicação do nome do senador José Pimentel (PT-CE) para a primeira secretaria da Casa, conforme o critério de proporcionalidade, que dá ao partido a terceira indicação para a Mesa Diretora.

Até ontem (31), havia dúvida sobre a posição que os petistas tomariam, uma vez que parte da bancada era contra o apoio ao nome de Eunício Oliveira (PMDB-CE) para a presidência da Casa. Eunício foi o indicado pelo PMDB, que tem a maior bancada, para assumir o comando do Senado. Com a liberação dos senadores, a bancada entende que o critério de proporcionalidade está sendo respeitado pelo partido e, assim, o nome de Pimentel deverá ser eleito para o cargo indicado.

“O PT tem número suficiente de senadores para participar da Mesa, e esse número nos foi dado pela população, não foi fruto de nenhum acordo, nem de concessão de que quem quer seja. A bancada se reuniu e decidiu que esse critério deve ser respeitado na composição de uma chapa única. Agora, como vai votar cada um dos senadores, o voto é secreto, eu não tenho como prever. Mas a decisão nossa foi de participar da chapa completa que compõe a Mesa do Senado”, disse Costa.

Se o PT optasse por se posicionar contra o nome de Eunício Oliveira para a presidência, os demais partidos poderiam entender que a posição configuraria desrespeito ao critério de proporcionalidade, deixando, assim, o partido fora da Mesa Diretora e das presidências das comissões. O PT tem dez senadores e é a terceira maior bancada do Senado, ficando atrás do PMDB, com 21 senadores, e PSDB, que tem 13 senadores.

A eleição para a Mesa Diretora do Senado está marcada para as 16h. Apesar do amplo apoio dos partidos à indicação peemedebista de Eunício Oliveira, o senador José Medeiros (PSD-MT) decidiu lançar candidatura avulsa para também concorrer à presidência da Casa.

As escolhas para a presidência das comissões permanentes ficarão para a próxima semana. Também na próxima semana devem ser concluídas as indicações dos partidos para as lideranças que os representarão na Casa.

Senadores do PT criticam decisão

Os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Fátima Bezerra (PT-RN) divulgaram nota pública hoje (1º) lamentando e criticando a decisão dos colegas de bancada de aceitarem compor chapa para a Mesa Diretora do Senado na qual Eunício Oliveira (PMDB-CE) é o indicado para a presidência. Os três senadores queriam que o partido aceitasse perder seu posto na primeira secretaria para se posicionar abertamente contra a eleição de Eunício.

*texto atualizado às 17h54 para acréscimo de informações

Edição: Denise Griesinger

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias