Município maranhense faz domingo eleição suplementar para prefeito

Eleitos em 2016 foram cassados por abuso de poder político

Publicado em 11/01/2020 - 07:55 Por Renata Martins - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Cerca de 9 mil eleitores vão às urnas no próximo domingo (12), em Bela Vista do Maranhão, para escolher o prefeito e o vice-prefeito do município.

A eleição suplementar foi convocada porque o prefeito Orias de Oliveira Mendes, do PCdoB, e e a vice-prefeita Vanusa Santos Moraes, do MDB, eleitos no pleito de 2016, foram cassados por abuso de poder político e conduta proibida a agente público. Em outubro do ano passado, o Tribunal Superior Eleitoral decidiu, por unanimidade, que ambos perderiam o mandato. Eles foram declarados inelegíveis por oito anos e condenados ao pagamento de multa de R$ 5 mil.

Três candidatos disputam a eleição suplementar para prefeito em Bela Vista do Maranhão: Augusto Filho, do PSDB, Danielzinho, do PSB, e Gil Farma, do PSD.

O eleito cumprirá mandato-tampão até 31 dezembro.

Em Bela Vista e nos demais municípios brasileiros, os eleitores voltarão às urnas no dia 4 de outubro deste ano para escolher os novos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. O mandato é de quatro anos.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias