Flamengo e Grêmio marca a volta dos torcedores aos estádios no Rio

Publicado em 15/09/2021 - 15:18 Por Tatiana Alves - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro realiza, nesta quarta-feira, uma ação de planejamento operacional para sediar eventos-teste. A iniciativa faz parte do processo gradual de reabertura de locais com a presença do público, como o Maracanã, que promove, às 21h30, a partida entre Flamengo e Grêmio, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

O jogo obteve parecer técnico favorável emitido no dia 6 de setembro, pela Secretaria Municipal de Saúde, e utilizará 35% da capacidade do estádio. O confronto marca o retorno do público aos eventos esportivos na cidade do Rio de Janeiro.

O metrô terá esquema especial para a partida com público entre Flamengo e Grêmio pela Copa do Brasil. Em função disso, a concessionária vai ampliar a oferta de trens aos clientes durante a chegada ao estádio e dispersão do público por 45 minutos após o término do jogo. O MetrôRio também vai estender o horário de embarque de passageiros nas estações Maracanã e São Cristóvão até 00h15.

As demais estações do sistema funcionarão normalmente, das 5h até 00h. Porém, depois desse horário, ficarão abertas apenas para desembarque e dispersão do público. A transferência entre as linhas 1 e 2 será feita nas estações do trecho compartilhado entre Botafogo e Central. O metrô na superfície também terá seu funcionamento normal.

A Concessionária alerta que torcedores devem antecipar ida ao estádio. Os acessos do Maracanã serão abertos três horas antes do jogo. Quem tem ingressos para acesso nos portões A, B e C (Oeste e Sul) deve desembarcar na estação Maracanã (Linha 2). Já para quem tem bilhetes para o portão D, E e F (Leste e Norte), o MetrôRio indica que o desembarque seja feito na estação São Cristóvão (Linha 2).

Edição: Ana Lúcia Caldas / GT Passos

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economia

Caixa inicia pagamento da sexta parcela do Auxílio Emergencial

Saques em dinheiro e transferências bancárias para quem nasceu em maio serão liberados no dia 8 de outubro. Valores podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem.

Baixar arquivo
Economia

Fim de ano pode gerar 94 mil vagas de empregos temporários, diz CNC

O cálculo é da CNC, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Economista alerta que a previsão depende do controle da pandemia.

Baixar arquivo
Geral

Correios vão leiloar 61 mil itens que não puderam ser entregues

Regra vale após todas as tentativas de entrega e terminado o prazo de direito à reclamação. Esse prazo varia de sete a 30 dias, conforme prevê o Código de Defesa do Consumidor. Itens vão de R$1.300 a R$ 85 mil.

Baixar arquivo
Educação

Em Curitiba alunos vão escolher entre ensino presencial ou remoto

Na rede pública de Curitiba, os alunos terão que optar pelo modelo presencial tem que respeitar protocolos de segurança.. Sem o modelo de ensino híbrido nas escolas da rede pública municipal de Curitiba, a partir de segunda-feira, as aulas passam a ser 100% presenciais ou 100% remotas.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Governo do RJ cria comitê de segurança hídrica

Baixo volume de chuvas acendeu o sinal de alerta em todo o país e levou o Governo do Estado do Rio de Janeiro a criar a iniciativa para definir um plano de ações na busca de conter os impactos da situação hídrica.

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Leilão da tecnologia 5G será no dia 4 de novembro

Anatel aprovou nesta sexta-feira (24) o edital, que deve ser publicado até a próxima segunda-feira (27). O valor econômico ficou em quase R$ 50 bilhões, sendo que parte desse dinheiro deverá ser investido. Com a implantação da infraestrutura de rede, a agência espera R$ 163 bilhões de investimentos nos próximos 20 anos.

Baixar arquivo