Corregedoria Nacional de Justiça arquiva três representações contra Moro

Publicado em 16/05/2016 - 20:45 Por Ivan Richard - Repórter da Agência Brasil - Brasília

A corregedora nacional de Justiça, Nancy Andrighi, arquivou hoje (16) três representações contra o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos decorrentes da Operação Lava Jato na primeira instância. Com isso, os pedidos são automaticamente arquivados.

Desde a condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em março, e a divulgação do conteúdo de interceptação telefônica de diálogo entre a presidenta afastada da República Dilma Rousseff e Lula, 14 representação contra Moro chegaram à Corregedoria Nacional de Justiça, órgão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Somadas aos arquivamentos de hoje, oito representações foram arquivadas pela ministra Nancy Andrighi.

Uma das representações arquivadas hoje foi protocolada em 30 de março por deputados do PT e do PCdoB. Eles questionavam suposta usurpação da competência do Supremo Tribunal Federal, por entenderam que juiz de primeira instância não pode investigar autoridade com foro privilegiado, pela divulgação da interceptação das conversas entre Dilma e Lula e a violação de prerrogativas constitucionais de advogados que foram grampeados após determinação de Moro.

Outra representação arquivada foi protocolada por senadores do PT, do PCdoB e do PSB e questionava a validade de provas obtidas na interceptação telefônica entre Dilma e Lula. Também foi arquivada representação protocolada por um advogado de Santa Catarina que alega também ilegalidade na divulgação do conteúdo de interceptações, usurpação de competência do STF e parcialidade do juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Em seu despacho, a corregedora nacional de Justiça argumentou, em relação aos questionamentos sobre a legalidade dos grampos telefônicos, que o CNJ não “detém funções jurisdicionais que lhe autorizem invalidade a atos processuais”. Sobre a divulgação do conteúdo das interceptações, Nancy Andrighi disse que a corregedoria local já abriu processo pela mesma razão e, por isso, no momento, não cabe ao órgão nacional analisar o mesmo fato.

Sobre a usurpação de competência do STF, a corregedoria sustentou que já existe reclamação sobre esse fato no próprio STF. Pela lei, segundo ela, o CNJ não pode atuar sobre matéria que está sob apreciação judicial. Em relação a suposta parcialidade de Moro, a corregedoria alegou que essa análise cabe à própria Justiça, que a corregedoria analisa atos administrativos.

Edição: Fábio Massalli

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Na tarde deste sábado (8), no Estádio do Pituaçu, em Salvador, o Bahia conquistou o tricampeonato estadual
Esportes

Nos pênaltis, Bahia conquista o tricampeonato estadual

O Tricolor coloca em campo a equipe principal, sai perdendo para o Atlético de Alagoinhas, consegue o empate e conquista o campeonato estadual pelo terceiro ano seguido, algo que não ocorria desde 1988.

Com uma campanha de 16 jogos, com oito vitórias, seis empates e duas derrotas, o Palmeiras voltou a conquistar o título estadual depois de 12 anos
Esportes

Palmeiras vence Corinthians nos pênaltis e é campeão paulista

Com uma campanha de 16 jogos, com oito vitórias, seis empates e duas derrotas, o Palmeiras voltou a conquistar o título estadual depois de 12 anos.

Profissional prepara amostra para realizar exame de covid-19.
Saúde

Rio de Janeiro confirma 178 mil casos e 14 mil mortes da covid-19

Números da secretaria estadual de Saúde mostram que a capital fluminense lidera o número de casos, com 74.403 pessoas infectadas. São Gonçalo (9.295) e Niterói (9.290) aparecem em seguida

Ministro Interino da Saúde, Eduardo Pazuello, participa da 34ª Reunião do Conselho de Governo
Saúde

Pazuello lamenta mortes por covid- 19 e destaca tratamento precoce

“Não se trata de números, planilhas ou estatísticas, mas de vidas perdidas que afetam famílias, amigos e atingem o entorno do convívio social”, disse o ministro interino da Saúde.

O Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (LACEN) está realizando exames para identificação do novo coronavírus (COVID-19)
Saúde

Brasil registra mais de 100 mil mortes por covid-19

Dos 3.012.412 casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no país, 2.094.293 (69,5%), mais da metade, são de recuperados. O balanço aponta ainda que o número de pessoas em acompanhamento é de 817.642 (21,1%).

Hospital de Campanha de São Gonçalo é inaugurado
Justiça

Rio: Justiça intima Witzel a manter aberto hospital de campanha

Justiça intimou o governador e o secretário de Saúde a cumprir, em 48 horas, ordem judicial de manter em operação o  Hospital de Campanha de São Gonçalo.