Trabalhadores autônomos estão entre os mais afetados pela pandemia

Conheça a história de Adilson, que enfrenta desafios para sobreviver

Publicado em 04/06/2021 - 07:58 Por Lucas Pordeus León - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Um dos setores sociais mais atingidos pela pandemia da Covid-19 no Brasil foi, sem dúvida, o dos trabalhadores autônomos. Principalmente os informais, aqueles que ganham a vida no comércio de rua.

Esse é o caso do ambulante Adilson da Silva, de 51 anos, que tem dois filhos, e vive com a esposa e o caçula de 7 anos em uma ocupação de sem tetos no centro de São Paulo. Migrante nordestino, chegou a maior cidade do país aos 25 anos e nunca trabalhou com carteira assinada.

Hoje, Adilson recolhe latinhas para reciclagem e vende sacos de batata por R$2 reais, lucrando cerca de 55 centavos por venda. Ele calcula que a renda da família caiu bastante por causa da pandemia.

Para pessoas como Adilson, sem renda fixa e com alta vulnerabilidade social, uma das recomendações de especialistas é tentar ter uma reserva de emergência. A economista Gabriela Chaves, fundadora do NoFront, empresa que trabalha com consultoria financeira para pessoas de baixa renda, recomenda poupar algum valor sempre, por menor que seja

.Mas isso nem sempre é possível. Adilson da Silva conta que nunca conseguiu poupar qualquer recurso durante a vida.

Ele, não pode estudar, mas espera que os filhos tenham uma história diferente. E isso já está acontecendo, o filho mais velho, de 26 anos, é formado em administração pela Universidade de São Paulo e, ao contrário do pai, que sempre foi autônomo, hoje tem um emprego com carteira assinada em um escritório de advocacia.

Ouça todas as matérias da série Economia Familiar:

Economia familiar: entenda o que é a reserva de emergência

Uma dívida para pagar outra? Redução dos juros pode ser alternativa

Rendimento baixo e altas despesas dificultam poupança por brasileiros

Colocar tudo na 'ponta do lápis' ajuda a evitar o endividamento
 

Edição: Paula de Castro/Adrielen Alves

Últimas notícias
Cultura

Em 30 de novembro de 1982, Michael Jackson lançava o álbum Thriller

Disco é citado até hoje como um dos melhores de todos os tempos e foi o álbum mais vendido no mundo, com cerca de 65 de milhões de cópias. Sucesso de público e de mídia, o trabalho rendeu oito Grammys. 

Baixar arquivo
Cultura

Professor da USP traduz cartas de indígenas no Brasil do século XVII

Cartas trocadas entre indígenas do Brasil em tupi antigo, em 1645, foram traduzidas pelo pesquisador e professor da USP, Eduardo Navarro. O contexto era o da disputa entre Portugal e Holanda por terras brasileiras, hoje, o estado de Pernambuco.

Baixar arquivo
Saúde

Estatuto do Câncer torna obrigatório atendimento integral

Dentre os objetivos do estatuto estão o diagnóstico precoce, a informação clara e confiável sobre a doença e o tratamento adequado, bem como humanização da atenção ao paciente e à sua família

Baixar arquivo
Saúde

Rio não tem registro de casos da variante Ômicron no estado

Secretaria de Saúde vai emitir um alerta às vigilâncias municipais para aumento da atenção a casos de viajantes que apresentem quadro de síndrome gripal, com realização de exame PCR, monitoramento e notificação por meio dos canais oficiais.

Baixar arquivo
Educação

Carreta leva artes, ciência e meio ambiente para a população do Rio

O Busão das Artes, com 15 metros de extensão, foi adaptado para receber experimentos interativos científicos e projetos de artes visuais e começou a circular pelas ruas e praças da cidade do Rio de Janeiro.

Baixar arquivo
Segurança

Polícia faz operação para capturar responsáveis por morte de sargento

A ação acontece em comunidades da zona norte do Rio. Os agentes procuram pelos criminosos envolvidos no assassinato do do sargento Jamilton Machado de Assis, atingido, em outubro, por um tiro na cabeça dentro de uma viatura.

Baixar arquivo