União não pode requisitar insumos comprados pelo estado de SP

Decisão liminar foi dada pelo ministro Ricardo Lewandowski

Publicado em sexta-feira, 8 Janeiro, 2021 - 16:24 Por Lucas Pordeus Léon - Brasília

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, concedeu uma liminar impedindo a União de requisitar insumos contratados pelo estado de São Paulo, especialmente agulhas e seringas, cujo pagamento já tenha sido empenhado.

Caso os materiais adquiridos pelo governo paulista já tenham sido entregues, a União deve devolvê-los, em até 48 horas, sob pena de multa diária de R$ 100 mil. Lewandowski argumentou que a requisição não pode se voltar contra bem ou serviço de outro ente federativo, sendo essa uma interferência indevida na autonomia do estado.

Ainda segundo o ministro, a competência da União de coordenar o Plano Nacional de Imunização e definir as vacinas não exclui a atribuição dos demais governos da federação de se preparar para  adaptação  às peculiaridades locais para cuidar da saúde pública. 

Uma decisão similar foi tomada, no início da pandemia, pelo ministro do STF Luís Roberto Barroso, quando suspendeu a requisição pela União de ventiladores pulmonares comprados pelo Estado de Mato Grosso.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Governo do Pará envia equipe à cidade de Faro

Objetivo é ajudar quanto às questões de atendimento hospitalar, já que, ontem (19), foram confirmadas as mortes de seis pessoas por falta de oxigênio. Faro fica na divisa com o estado do Amazonas, região da Calha Norte. E no município de Coari (AM), sete pessoas que estavam internadas com covid-19 morreram também por falta de oxigênio.

 

Baixar arquivo
Geral

Prova de vida de aposentados segue suspensa até fevereiro

Com o novo decreto publicado nesta quarta-feira (20), o INSS prorrogou até fevereiro a suspensão do corte dos pagamentos de quem não fez a comprovação, tanto para residentes no Brasil ou no exterior.

Baixar arquivo
Educação

Niterói classifica educação como atividade essencial

Com isso, escolas poderão funcionar e ano letivo deve começar em março. Atualmente, a cidade está no nível amarelo de controle da covid-19, o que significa que até o ensino fundamental pode retornar às aulas presenciais. O secretário de Educação disse que, no entanto, ainda não há decisão para reabertura imediata das escolas.

Baixar arquivo
Geral

Em Sergipe, prefeito deve responder por tomar vacina contra a covid-19

Prefeito do interior do estado de Sergipe poderá responder por ter tomado a vacina contra a covid-19 sem fazer parte dos grupos prioritários. 

Os detalhes com Pedro Ramos, da Rádio UFS FM de Aracaju. 

Baixar arquivo
Geral

INSS suspende atendimento do PREVBarco a comunidades do Amazonas

Com o agravamento da pandemia no Amazonas, o INSS resolveu suspender as missões dos chamados PREVBarcos, que são Unidades Móveis Flutuantes de atendimento à população ribeirinha e trabalhadores rurais.

Baixar arquivo