Ministério da Saúde tem reunião com representantes de duas vacinas

Venda da Covaxin e da Sputnik V para o Brasil está em negociação

Publicado em 05/02/2021 - 19:45 Por Victor Ribeiro - Brasília

O Ministério da Saúde recebeu nesta sexta-feira os representantes no Brasil de duas vacinas que ainda não tiveram autorização para fazer uso emergencial no país. As reuniões foram com os executivos da União Química, que representam a vacina Sputnik V, do instituto russo Gamaleya; e com a Precisa Medicamentos, que apresentou informações sobre a Covaxin, da farmacêutica indiana Bharat Biotech.

Também nesta sexta, o ministro Eduardo Pazuello participou de um evento na Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. No discurso, ele afirmou que, além da CoronaVac e da vacina de Oxford/AstraZeneca, o ministério tem interesse em outras vacinas. A expectativa é que esses outros imunizantes entreguem 30 milhões de doses até o fim do mês que vem.

O ministro destacou que, em todos os casos, a autorização da Anvisa é indispensável.

O Congresso Nacional aprovou nesta quinta-feira a medida provisória sobre a adesão do Brasil ao consórcio internacional de vacinas Covax Facility, coordenado pela Organização Mundial da Saúde. Mas os parlamentares alteraram o texto para dispensar a assinatura de termo de compromisso para quem vai ser vacinado e a exigência de testes de fase 3, com voluntários, no país.

Os parlamentares também reduziram para cinco dias o prazo para a Anvisa analisar os pedidos de uso emergencial de vacinas. Até agora, esse prazo é de até 10 para os imunizantes pesquisados no Brasil e até 30 dias para os demais.

Logo após a aprovação desse texto, o presidente Jair Bolsonaro fez uma transmissão ao vivo nas redes sociais, ao lado do diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres. Bolsonaro perguntou como a agência reguladora faria para lidar com a redução drástica de prazos.

Barra Torres respondeu que a Anvisa já trabalha o mais rápido possível, com o cuidado de garantir a segurança das vacinas.

Na semana que vem tem reunião da diretoria colegiada da Anvisa. Na pauta está a possibilidade de liberar automaticamente todas as vacinas que cheguem ao país por meio do consórcio Covax Facility.

Últimas notícias
Justiça

Senado aprova André Mendonça para o STF

O plenário do Senado Federal aprovou, por 47 votos a 32, a indicação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal

O ex-ministro da Justiça e ex-advogado-geral da União vai ocupar a vaga deixada pelo ministro Marco Aurélio Mello, que se aposentou em julho.

Baixar arquivo
Economia

Empresa Brasil de Comunicação está entre as melhores estatais do país

O governo concedeu, nesta quarta-feira, a certificação de governança para 60 empresas estatais que apresentaram avanços de gestão. 

Baixar arquivo
Educação

Gabaritos oficiais do Enem 2021 já estão disponíveis

Para conferir as questões, o candidato precisa prestar atenção nas cores do gabarito e das provas de cada domingo. Os resultados do Enem 2021 serão publicados no dia 11 de fevereiro do ano que vem.

Baixar arquivo
Justiça

Tribunal ouve vítima do incêndio na Boate Kiss

Kátia Giane, que era funcionária do estabelecimento, conta que o uso de artefatos pirotécnicos era corriqueiro tanto pelas bandas quanto pelos clientes. A tragédia aconteceu há quase nove anos, em Santa Maria, Rio Grande do Sul

Baixar arquivo
Internacional

França exigirá teste de covid negativo para entrada de viajantes

A medida contempla tanto aqueles que estão vacinados como os que não estão, e atinge qualquer pessoa que venha de países de fora da União Europeia. O país enfrenta a quinta onda da doença.

Baixar arquivo
Segurança

Operação da PF e Bope prende três pessoas no Complexo da Maré

Também foram apreendidos um fuzil, duas pistolas, duas granadas defensivas, carregadores de fuzil, munições e drogas.

Baixar arquivo