Previdência evita comentar vinculação de reajuste de aposentadoria e pensão

Publicado em 25/06/2015 - 17:27 Por Paula Laboissière - Repórter da Agência Brasil - Brasília

O secretário executivo do Ministério da Previdência Social, Marcelo Siqueira, disse hoje (25) que a pasta aguardará a votação no Senado para se manifestar sobre a vinculação do reajuste dos benefícios previdenciários – aposentadorias e pensões – ao concedido anualmente ao salário mínimo. Ontem (24), a Câmara dos Deputados aprovou emenda para quem recebe mais do que um salário mínimo até o teto pago pela Previdência.

Foram 206 votos a favor e 179 contra. A emenda foi apresentada pelo deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) e defendia por partidos de oposição e também por deputados da base governista.

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse que a decisão dos parlamentares foi "um ato contra o trabalhador” e que o governo deve vetar integralmente a Medida Provisória (MP) 672/15, já que a mudança foi feita no texto-base da matéria. A MP estabelece regras de reajuste do salário mínimo para o período de 2016 a 2019. A proposta de lei foi encaminhada pelo governo e ainda precisa da apreciação no Senado.

Edição: Marcos Chagas

Últimas notícias