Logística reversa dá destinação para produtos pós-consumo

Publicado em 07/04/2023 - 08:00 Por Sayonara Moreno- Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Uma importante medida para tentar reduzir os impactos da destinação de tantos resíduos sólidos descartados no meio ambiente é a logística reversa. A responsabilidade por essa gestão não é apenas do poder público, mas também de empresas e consumidores.

A logística reversa é o ciclo de volta de um produto: ele retorna à empresa, depois de consumido pelo cliente, para reaproveitamento ou descarte adequado. Isso pode ser feito com baterias de carro, eletroeletrônicos, medicamentos e óleo lubrificante.

Na avaliação do diretor executivo da Ong Menos1 Lixo, Wagner Andrade, a Logística Reversa funciona quando os elos da cadeia produtiva estão integrados, em sintonia.

O consumidor fazendo boas escolhas de consumo, separando os materiais e destinando para coleta seletiva. O município com uma infraestrutura dedicada e apropriada para coletar esse material. Os compradores. os recicladores preparados para reinseri-los na cadeia e a indústria produzindo materiais cada vez mais com taxa de reciclagem significativa, investindo nessa cadeia. Então, quando esses elos todos estão estruturados conectados, a gente tem a possibilidade de ver um resíduo que sai de uma indústria, e como produto volta para essa mesma indústria depois da sua jornada de consumo".

No Brasil, as latas de alumínio de cervejas e refrigerantes, por exemplo, estão em padrões favoráveis. No ano passado, mais de 97% dessas latinhas foram recicladas.

É papel da sociedade consumidora devolver esses materiais para reutilização na cadeia produtiva. E é papel, também, da indústria, reutilizar esses produtos. E o setor industrial é responsável por promover esse tipo de logística. Algumas companhias nacionais já adotaram a logística reversa como a empresa de Cosméticos Natura e a Alpargatas, responsável pelos chinelos Havaianas.

A Diretora de Sustentabilidade da marca, Zezé de Martini, explica que as lojas participantes têm coletores para os clientes depositarem os chinelos que não usam mais.

"Ao invés de virar lixo, essas sandálias são transformadas em outros produtos como tapetes, pneus maciços utilizados em carrinho de mão e mobiliários revestidos de mantas de borracha, como os bancos e prateleiras presentes em nossas lojas. Além disso, toda a rota logística do programa foi estruturado para ser carbono zero, com o uso de bicicletas na coleta de algumas lojas e da compensação do carbono medido por outros modais, por meio do plantio e da preservação de árvores na Amazônia".

Após uma triagem, os chinelos de borracha podem ser doadas ou seguem para cooperativas de reciclagem. Segundo Zezé de Martini, mais de 1,3 mil famílias já foram beneficiadas com a iniciativa, que já reciclou mais de 60 mil pares.

Entre os produtos que mais seguem o ciclo de volta às indústrias, estão pneus, óleos lubrificantes, baterias de carros, lâmpadas fluorescentes, medicamentos e materiais de construção.

 

A Rádio Nacional apresenta um especial com cinco reportagens sobre Resíduos Sólidos. As matérias serão publicadas de 3 a 7 de abril. Essa é a quinta da série. Confira a relação completa abaixo:

  1. Brasil gera cerca de 80 milhões de toneladas de resíduos por ano
  2. Plano Nacional de Resíduos Sólidos prevê fim dos lixões
  3. Descarte incorreto: 70% das pessoas não separam o lixo
  4. Somente 30% do lixo hospitalar vai para incineração, aponta Abrelpe
  5. Logística reversa dá destinação para produtos pós consumo

 

Ficha técnica:

Reportagem: Sayonara Moreno

Produção: Lucineia Marques

Sonoplastia: Jailton Sodré

Edição: Leila Santos

Publicação na Radioagência Nacional: Marizete Cardoso

Edição: Leila Santos - Marizete Cardoso

Últimas notícias
Geral

FAB está de prontidão para resgatar brasileiros em áreas de conflito

Após os ataques do Irã a Israel, o governo brasileiro informou que está pronto, caso necessário, para resgatar brasileiros na área de conflito. Em nota, a Força Aérea Brasileira afirma se manter em prontidão para atuar a qualquer hora e em qualquer local, assim que for acionada pelas autoridades.

Baixar arquivo
Internacional

Conselho de Segurança da ONU faz reunião de emergência neste domingo

A reunião acontece após pedido de Israel, que foi atacado pelo Irã na noite desse sábado (13). O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, já se manifestou condenando o ataque iraniano e pedindo “o fim imediato das hostilidades”.

Baixar arquivo
Geral

Lei que criminaliza bullying prevê pena de até quatro anos de prisão

O objetivo da lei, sancionada este ano, é inibir essa prática nas escolas e, principalmente, no mundo virtual, onde o Brasil está no topo da lista nesse assunto. Menores de idade podem ser responsabilizados pela Vara da Infância e da Juventude.

Baixar arquivo
Geral

Brasil pede esforço para conter escalada de tensão no Oriente Médio

O governo brasileiro manifestou grave preocupação com os relatos de envio de drones e mísseis do Irã em direção a Israel. O comunicado pede que todas as partes envolvidas exerçam máxima contenção e chama a comunidade internacional para mobilizar esforços e evitar uma escalada.

Baixar arquivo
Internacional

Ruas de Israel amanhecem vazias após ataques do Irã

Domingo é o primeiro dia da semana de trabalho em Israel. Depois de uma madrugada em claro, acompanhando ao vivo os ataques, os israelenses acordaram com uma sensação ambígua: o alívio pelo bom funcionamento do sistema de defesa, mas também o temor do que está por vir.

Baixar arquivo
Política

Renegociação de dívidas e PEC das Drogas agitam o Senado

PEC das Drogas, renegociação de dívida dos estados, revisão do Código Civil, Imposto de Renda. A semana vai ser cheia no Senado.

Baixar arquivo